Ensino Superior e Empregabilidade em Portugal

Sabe o que significa empregabilidade? Pois bem , a empregabilidade designa a qualidade ou possibilidade de se ter um emprego, desde o emprego por conta de outrem ao autoemprego.

Vamos então falar sobre a Empregabilidade no Ensino Superior. Em Portugal, em 2016, estavam registadas 35 Instituições Públicas, 85 Estabelecimentos Privados e 4667 Cursos Registados. E só no ano letivo de 2015/2016 346347 estudantes frequentaram o ensino superior.

De acordo com um documento do Ministério da Educação enviado às Instituitções de Ensino Superior, as escolas com uma menor taxa de desemprego em Dezembro de 2014 eram:

  • Universidade da Madeira - 0,5%
  • Universidade dos Açores - 0,6%
  • Escola Superior de Enfermagem de Lisboa - 2,1%
  • Escola Superior de Enfermagem de Coimbra - 4%
  • Universidade Nova de Lisboa - 4,3%

 

Ensino Superior e Empregabilidade em Portugal

Segundo o Portal Infocursos (DGES), entre 2011-2014, existiam pelo menos 14 cursos com 25% ou mais de desemprego, sendo este lista liderada por:

  • Arquitetura (Escola Superior Artística do Porto)
  • Serviço Social (Universidade Lusófona do Porto)
  • Criminologia (Universidade Fernando Pessoa)

De referir que nesta lista não se encontra nenhuma profissão do ramo da saúde ou exercício.

 

Mas como está desenhando o Ensino Superior em Portugal?

Em Portugal, o sistema de Ensino Superior contempla:

  • Tipo de ensino: politécnico e universitário
  • Tipo de instituição: privado e público
  • Tipo de curso: curso técnico superior profissional, licenciatura e mestrado

O sistema de Ensino Superior em Portugal tem conhecido, nas últimas décadas, profundas alterações. Por exemplo, após a revolução de Abril de 1974, registou-se uma grande expansão e diversificação para a qual contribuíram, para além do aumento das universidades públicas, a criação das Instituições Privadas. Contudo, após o ano 2000 e sobretudo após a crise económica de 2008, o número de cursos, vagas disponíveis e candidatos começou a decrescer. Foi também a partir desta data que se assistiu a um maoir número de estudantes que interrompeu e/ ou desistiu do seu percurso académico.

A boa notícia é que este cenário esta a alterar-se. Com o crescimento económico, as instituições de Ensino Superior começam a restabelecer-se e a Empregabilidade a aumentar! De salientar também que para esta inversão de cenário também terão contribuído as medidas que visam apoiar a mobilidade internacional de estudantes, docentes, investigadores e pessoal não docente que pretendam desenvolver atividades académicas e/ou científicas fora de Portugal.

Partilhe esta notícia