A via motora, a hierarquia do controlo de movimento e a lesão do primeiro neurónio – uma revisão da neurofisiologia

Revisão anatómica

Todo o movimento tem início com um primeiro sinal nervoso. O primeiro sinal nervoso dá-se no giro pré-central ou na área 4 de Brodmann. Na camada V do córtex encontra-se o primeiro neurónio motor cujo axónio alcança a coroa radiada. As fibras motoras da coroa radiada vão-se tornando mais compactas, constituindo o ramo posterior da cápsula interna que se localiza entre o Tálamo e o Putame. Desde a cápsula interna o trato córtico-espinal chega ao pedúnculo cerebral alcançando o Mesencédalo, a Ponte e o Bulbo onde decussa a linha média. Na medula forma-se a o funículo lateral cujas fibras motoras decussam em cerca de 70% no Bulbo e os restantes formam o trato córtico-espinal anterior.

Os axónios provenientes do trato córtico-espinhal lateral deixam então o funículo lateral e dirigem-se para a coluna anterior da medula ipsilateral onde realizam sinapse com o 2º neurônio motor. Também podem realizar sinapse com os interneurónios das lâminas V e VIII de Redex. No trato córtico-espinal anterior os axónios cruzam a linha média em direção a coluna anterior da medula contralateral realizando aí sinapse. Da coluna anterior, os axónios do 2º neurónio motor formam as radículas e estas agrupam-se formando as raízes espinais, as quais alcançam os forames intervertebrais, formando os nervos espinhais.

 

Posto isto…

Não podemos deixar de revisitar a hierarquia do controlo de movimento (Sherrington) para poder abordar a lesão do primeiro neurónio.

A via motora, a hierarquia do controlo de movimento e a lesão do primeiro neurónio – uma revisão da neurofisiologia

O movimento intencional inicia-se com um estímulo (luz, som, etc.) ao qual se segue:

  1. intenção (córtex pré frontal e área suplementar motora)
  2. motivação (regiões frontais do córtex)
  3. programação (núcleos da base)
  4. comando motor (córtex motor e áreas pré motoras)
  5. ajustes posturais (cerebelo e sistema vestibular)

Resumindo:

  • Córtex motor é responsável pelos movimentos voluntários e ajustes antecipatórios
  • Núcleos da base e cerebelo são responsáveis pela iniciação, modulação, coordenação, refinamento e aprendizagem motora
  • Tronco encefálico é responsável pelos reflexos multimodais e ajustes antecipatórios
  • Medula espinal é responsável pelos movimentos reflexos e rítmicos

As lesões do primeiro neurónio traduzem-se em défices motores que interferem na execução global do movimento e não sobre um músculo ou grupo muscular específico como ocorre na lesão do neurónio motor periférico.

 

O padrão clássico de uma lesão de 1º neurónio inclui:

  • Paralisia contralateral com maior acometimento dos movimentos distais
  • Diminuição severa da força muscular com maior acometimento proximal dos membros
  • Envolvimento mínimo do movimento do tronco
  • Atividade reflexa diminuída
  • Tónus muscular (medido como resistência passiva à manipulação) é deprimida na fase inicial´

No entanto, não podemos esquecer a capacidade de neuroplasticidade do tecido nervoso que permite uma franca recuperação, numa lesão deste tipo, dos movimentos mais proximais dada a distribuição bilateral das fibras corticoespinais e alguma recuperação dos movimentos distais tendo em conta a preservação do controlo extrapiramidal.

Partilhe esta notícia