Como preparar o corpo para o treino de alto impacto? | Por Eunice Moura

O ponto de partida para iniciar qualquer tipo de treino deve começar com uma avaliação pré-exercício (avaliação da aptidão cardiorespiratória, da aptidão muscular, da flexibilidade, da composição corporal) realizada por um especialista em movimento humanoexercício físico. O profissional irá assegurar que o programa de exercício seja mais seguro, efetivo e consistente com as necessidades e objetivos individuais.

O sistema de treino Low Pressure Fitness inclui uma avaliação da função dos músculos do core. A avaliação inicial irá ajudar a perceber qual o estado da musculatura da cavidade abdominal, e se está apta para as suas funções principais, a estabilização, o movimento e a respiração.

Nos últimos anos, os ginásios começaram a ficar cada vez mais focados nos treinos de alta intensidade. Este tipo de treino pode colocar um excessivo impacto nas estruturas do core, incluindo os músculos abdominais, a coluna vertebral e o pavimento pélvico.

Como preparar o corpo para o treino de alto impacto?

Normalmente, quando nos inscrevemos numa aula para iniciantes num ginásio, não nos perguntamos se o nosso core está preparado para as exigências do treino de alto impacto ou alta intensidade. O elevado preço para ter rápidos resultados é, muitas vezes, uma lesão ou o agravamento de uma patologia anterior. É por isso que, uma avaliação pré-exercício é essencial para detetar condições que podem influenciar o planeamento do programa de treino.

Após a avaliação inicial, uma das melhores formas de preparar o corpo para futuros treinos de alta intensidade é com Low Pressure Fitness. Através de técnicas posturais e respiratórias específicas, o seu corpo irá reduzir a rigidez com efeitos observáveis no diafragma toorácico e na coluna lombar. Um tónus muscular equilibrado sem tensão miofascial irá permitir que o seu corpo consiga gerir melhor a pressão intra-abdominal, que é essencial para suportar o treino de alta intensidade. Existe um equívoco comum relacionado com a força e tónus muscular: forte não é igual a tonificado. Pode ter músculos fortes, mas ao mesmo tempo, pode ter mais ou mesmo menos tónus muscular. Existe uma ideia errada muito comum acerca da importância da força muscular do core. Parece que a força é a única variável relevante para alcançar a condição física ideal.

O core ajuda a transferir a carga da pressão intra-abdominal e as forças do corpo. Quando uma ligação no core está fraca, o restante sistema irá falhar para funcionar de forma ótima. Este é o caso de muitas mulheres desportistas que têm elevados níveis de força, mas uma fraqueza específica no core. [...]

Outra doença comum relacionada com a fraqueza e desiquíbrio muscular da musculatura do core é a hérnia desportiva. Programas de treino abdominal desapropriados podem causar hérnias. Low Pressure Fitness pode ser uma alternativa segura para iniciantes que necessitem de restaurar a força e a função dos músculos do core. Mesmo se for atleta ou instrutor de fitness que precise de realizar treinos de alta intensidade, também irá beneficiar de Low Pressure Fitness como parte do seu programa de treino.

Partilhe esta notícia