Era uma vez a Postura Corporal… | Por Ricardo Cotrim

Abundam pela internet e publicações escritas, os artigos que falam de postura. Qual a mais correcta, truques para a melhorar, como evitar uma má postura, e um outro sem número de questões. É um tema sempre atual, sobre o qual há imenso para falar, e ter um conhecimento alargado sobre ele tem mais influência nas nossas vidas do que possamos imaginar.

Mas afinal o que é ter má postura? E como as identificar? Haverá uma postura normal? E porque é assim tão importante compreendermos a nossa própria postura corporal?

 

Mostra-me a tua postura, dir-te-ei o que fizeste

Como bem sabemos, e cada vez mais (felizmente) é difundido pelos meios de comunicação social e não só, a qualidade e a quantidade dos alimentos que comemos, e o momento em que o fazemos, influência largamente a nossa saúde e aspeto. Do aumento de massa adiposa (vulgo gordura), à obesidade, passando pela dependência do açúcar e doenças cardiovasculares, como bem referido há algumas semanas numa reportagem da SIC amplamente aclamada, nós somos aquilo que comemos.

Similarmente, o tipo de funções que desempenhamos no nosso trabalho, o desporto que praticámos vários anos enquanto jovens e o exercício que fazemos hoje em dia, a forma principal de nos deslocarmos para os sítios que frequentamos (sentado nos transportes ou a pé), hobbies, cuidados específicos com o corpo, traumas físicos, entre uma infinidade de outras possibilidades, todas têm influência na nossa postura, seja a curto ou a longo prazo. E sem dúvida que o factor mais importante aqui chama-se Tempo.

Um exemplo simples, são pessoas que passam bastante tempo sentadas a trabalhar ao computador, e que desenvolvem uma postura com a cabeça bastante anteriorizada (para a frente), bem como os ombros, e bacia. Mas poderia dar outros como, raparigas que foram bailarinas clássicas durante vários anos na sua juventude. Se o leitor conhecer alguma, talvez já tenha reparado que essa pessoa quando está relaxadamente em pé muito provavelmente tem os pés numa posição semelhante á da figura.

Era uma vez a Postura Corporal… | Por Ricardo Cotrim

Então, será que sou “torto”? Tenho uma má postura?

À primeira pergunta sim, de certeza, em maior ou menor grau, todos somos “tortos”. A boa notícia é que não há mal nenhum nisso, e não tem necessariamente de haver uma má postura por isso. São as idiossincrasias físicas do cada indivíduo.

[...]

Para continuar a ler este artigo, deixe-nos os seus dados no formulário abaixo.

 

Partilhe esta notícia