O nosso website utiliza cookies por forma a melhorar o desempenho do mesmo e a sua experiência como utilizador. Pode consultar a nossa política de cookies AQUI

Dicas para o Sucesso Profissional

Ebook gratuito
Voltar à listagem

Kinesio Tape e Cancro da Mama

Antes de respondermos à questão, pode o Kinesio® Tape ser útil na reabilitaçãopós-cirúrgica do cancro da mama, queremos falar-lhe de uma condição muito específica.

Num pós-cirúrgico do cancro da mama, é comum o surgimento de seroma. O seroma é uma complicação pós-cirúrgica e é caracterizada por um acúmulo de líquido, habitualmente plasma e linfa, abaixo da pele na camada sub-cutânea, próximo da cicatriz cirúrgica ou de onde o tecido foi removido. Na cirurgia para remoção de tecidos, em consequência da presença de cancro mamário, a remoção dos nódulos linfáticos da axila leva frequentemente a este tipo de acometimento isto porque  a remoção de tecido gera um espaço livre com potencial para se encher de fluídos, os vasos linfáticos são seccionados especialmente grandes vasos que extravasam a que se soma o bombeamento realizado pela musculatura do membro superior sempre que este é movimentado.

Esta condição não coloca o paciente em risco de vida mas diminui a sua qualidade de vida pois aumenta o tempo de recuperação, diminui a mobilidade do membro superior, atrasa a adesão ao tratamento, há uma maior predisposição para necrose ou deiscência da ferida cirúrgica e até uma maior predisposição para a sepsis.

No entanto podemos, com algumas ferramentas terapêuticas, ajudar na redução dos sintomas e melhoria da qualidade de vida destes pacientes.

Um estudo demonstrou que a aplicação linfática do Kinesio® Tape permite reduzir a acumulação de fluído extracelular, melhorar a perceção de dor e diminuir a sensação de queimadura, rigidez e membro pesado. Curioso?

Submeta o formulário para ler o artigo na íntegra.

Kinesio Tape e Cancro da Mama

Partilhe esta notícia

A Bwizer nas redes sociais