Puxadas: movimento base no Cross Training (vídeo tutorial passo-a-passo)

O Cross Training é cada vez mais popular e não só entre atletas profissionais! Nos últimos anos tem-se verificado em Portugal a um aumento exponencial na prática de várias vertentes de Cross training, sendo que modalidades como o Boot Camp, Primout, Crossfit, etc, têm conquistado vários adeptos.

A filosofia do Cross Training assenta num desafio constante dos limites do participante! Este método de treino utiliza movimentos do quotidiano (movimentos funcionais) para fortalecer os praticantes e realiza-os a alta intensidade, maximizando assim os resultados obtidos. Utiliza uma combinação de exercícios de ginástica (exercícios com peso corporal), halterofilia (controlo de cargas externas) e metabólicos (exercícios cardiovasculares) misturados de tantas formas quanto possível para que o praticante nunca se adapte e assim o estímulo de treino seja mais forte.

Puxadas: movimento base no Cross Training (vídeo tutorial passo-a-passo)

Apesar de caracterizado pela elevada intensidade, não é de todo verdade que seja um treino exclusivamente para atletas de alta competição, já que o treino será sempre escalado ao nível de cada participante. Este e um dos motivos do sucesso da modalidade. Descubra mais razões aqui! Obviamente, que para ser totalmente efetivo, é essencial que o indivíduo seja acompanhado por profissionais competentes, pelo que a procura por espaços e profissionais aptos e capazes tem crescido grandemente!

As puxadas fazer parte dos movimentos base do cross training. Com efeito, na família das puxadas encontrados 3 movimentos: deadlift, sumo deadlift high pull e med ball clean. Para aprender a executá-los corretamente veja o vídeo que o coach Artur Sayal preparou para si.

 

Partilhe esta notícia