O nosso website utiliza cookies por forma a melhorar o desempenho do mesmo e a sua experiência como utilizador. Pode consultar a nossa política de cookies AQUI

Dicas para o Sucesso Profissional

Registo
Voltar à listagem

Suturas contínuas: tutorial em 1 min

O que é uma SUTURA?

Sutura, mais conhecida como pontos cirúrgicos, são definidas como "ligações utilizadas em pele, mucosas, músculos, vasos sanguíneos e órgãos com a finalidade de mantê-los unidos ou fechados, dependendo do local suturado, depois de serem seccionados cirurgicamente ou por um ferimento".

 

Sabia que a escolha do tipo de sutura é um factor muito importante?

Por exemplo, devido à forma helicoidal, as suturas contínuas têm uma tendência para reduzir a microcirculação das bordas das feridas. Ora, isto tende a prolongar a fase destrutiva da cicatrização, aumentando a formação de edema. Por oposição, um ganho mais rápido em força de tensão é obtido com as suturas simples interrompidas.

Assim, e de uma forma geral, pode afirmar-se que as suturas simples interrompidas são mais fortes que as suturas contínuas, bem como que as suturas interrompidas são preferidas quando se quer mais tensão, mobilidade dos tecidos e distensibilidade.


Suturas contínuas

Nas suturas contínuas, o segmento de fio é utilizado sem interrupção para fechar a ferida. Este método de sutura é rápido e pode produzir bons resultados.

Por outras palavras, no nó inicial de uma sutura contínua, o fio não é cortado, estendendo-se do ponto de origem após várias passagens pelos tecidos, onde o fio é cortado após o nó final.

De acordo com a aparência de suas bordas, as suturas podem ser classificadas em:

  • Aposição: as bordas se encostam, no mesmo plano;
  • Eversão: maior contato das bordas, que se voltam para fora, formando uma crista evertida;
  • Inversão: a borda das feridas volta-se para o interior, causando uma invaginação.
  • Sobreposição: uma borda sobre a outra.


     Vantagens:

  • São fáceis de serem colocadas e possuem a capacidade de ajustar-se a tensão em cada sutura, de acordo com a tensão nas margens. 
  • As suturas contínuas usam menos material, o que minimiza a quantidade de material de sutura nos nós e diminui o tempo de cirurgia. 
  • As suturas contínuas apresentam um melhor selamento ao ar e água.

 

Para aprender a executar uma sutura contínua, assim como ficar a conhecer diferentes tipos de sutura contínua, submeta o formulário abaixo:

Suturas contínuas: tutorial em 1 min

Partilhe esta notícia

A Bwizer nas redes sociais