Terapias Miofasciais: Técnica Profunda das Mãos Cruzadas (e-book gratuito)

Sabia que todas as contrações musculares têm implicações no sistema fascial e que qualquer restrição miofascial afecta a biomecânica muscular? Sabia também que existe uma influência recíproca entre o funcionamento das estruturas mecânicas e das estruturas neurológicas e viscerais?

 

Com efeito, e sendo a fáscia uma estrutura ininterrupta, quando esta se encontra em disfunção, podem ocorrer alterações estruturais, mau funcionamento segmentar e dor.

Importa pois esclarecer alguns conceitos relacionados com a "disfunção miofascial". Esta define-se como uma anomalia da resposta estabilizadora e funcional do corpo e origina-se a partir da sobrecarga de todos os segmentos do sistema fascial, alterando o funcionamento e a biomecânica do corpo. Uma outra característica importante é que se encontra presente antes da instalação da lesão ou patologia.

Desta forma, compreende-se a importância de integrar este sistema no raciocínio clínico, desde a avaliação até à necessidade de uma intervenção mais específica.

Vamos agora explorar a técnica de mãos cruzadas, uma técnica profunda, que tem como principais objetivos:

  • eliminar restrições profundas não alcançáveis com uma pressão directa
  • provocar alteração da qualidade do tecido conectivo (tensegridade, tixotropismo e piezoelectricidade)

Terapias Miofasciais Técnica Profunda das Mãos Cruzadas (e-book gratuito)

Para aprender a realizar esta técnica, faça download de um e-book exclusivo a gratuito deixando-nos os seus dados abaixo, mas antes leia o resumo abaixo :)

  1. Avaliar a região a tratar
  2. Colocar as mãos cruzadas sobre o local a tratar
  3. Aplicar uma pressão até sentir a resistência dos tecidos (1ª barreira) - note que o movimento é realizado no sentido da facilitação, respeitando a resposta dos tecidos
  4. Manter a pressão até vencer a barreira
  5. Vencer 3 a 6 barreiras
  6. Nota: após a realização de uma técnica profunda, o paciente deve permanecer deitado por um período de 2 a 5 minutos

Partilhe esta notícia