Tratamento de cólicas através de técnicas miofasciais (Osteopatia Pediátrica) com Sofia Milhano

Nem sempre os primeiros meses de vida de uma criança são tranquilos. É extremamente comum que após o nacimento, os pais se deparem com um bebé que não dorme bem, chora constantemente, tem cólicas e que vomita, muitas vezes sem qualquer razão aparente.

As crianças também sentem dor, ansiedade e stress, também se irritam e ficam deprimidos. No entanto, ao contrário dos adultos que conseguem exprimir e lidar com estas situações de diferentes formas, as crianças apenas o exprimem ao chorar.

As técnicas de Osteopatia Pedátrica podem dar um importante ajuda aos pais e seus bebés. Com efeito, estas técnicas manuais permitem avaliar e tratar disfunções em bebés e crianças, trazendo assim inúmeros benefícios ao desenvolvimento neuro psicomotor.

Para lhe mostrar o poder destas técnicas, visitamos a Fisioterapeuta e Osteopata Sofia Milhano no seu gabinete para que ele nos possa mostrar como tratar as cólicas em bebés apenas com uma intervenção miofascial (técnicas/ terapias miofasciais).

Com efeito, as técnicas de osteopatia na pediatria são utilizadas como complemento aos outros tratamentos psicológicos e médicos desenhados para a criança, no âmbito de uma abordagem global e integrada. Pode ser uma mais-valia em diversas situações como:

  • Alterações da forma do crânio e face;
  • Patologia gastrointestinal: refluxo, cólicas, hérnia do hiato, gazes, diarreia e obstipação;
  • Transtornos de sono e no adormecer, agitação e nervosismo;
  • Patologia Otorrino (Otite, Rinite, Sinusite);
  • Patologia respiratória (Apneia do sono na criança, Bronquiolites, Asma);
  • Patologia neurológica;
  • Patologia Estrutural (Torcicolo Congénito, Escoliose, Disfunções Somáticas Vertebrais, Disfunção do Plexo Braquial, Subluxação da Cabeça do Rádio, Disfunção do Membro Inferior e Pé, Luxação Congénita da Anca);
  • Estrabismos, alguns tipos de conjuntivite e outros problemas visuais;
  • Outros: dificuldade na sucção, dificuldade de concentração e aprendizagem, atraso geral de desenvolvimento, irritabilidade, autismo, hiperatividade, dificuldade na articulação de alguns sons e chorar excessivo.

Fantástico certo?

Já agora: imagina de que forma as técnicas de Osteopatia Pediátrica podem ajudar na intervenção na plagiocefalia? Leia agora algumas dicas desta expert na área, a Fisioterapeuta e Osteopata Sofia Milhano.

Partilhe esta notícia