O nosso website utiliza cookies por forma a melhorar o desempenho do mesmo e a sua experiência como utilizador. Pode consultar a nossa política de cookies AQUI

Publicado a 19/03/2020

Voltar
Bwizer

Classe de Pilates Clínico com bola: tutorial com a APPI Trainer Francisca Lourenço

Bwizer

Sabia que o treino com a bola suiça oferece um maior desafio sensório-motor, exigindo uma maior estabilidade e força ao core, ao mesmo tempo que proporciona diversidade ao treino?


Os exercícios com a Bola Suiça são passíveis de serem aplicados em todas as idades, abordam vários movimentos corporais, assim como gestos específicos da prática desportiva, possibilitando ainda treino para grupos específicos.

O treino com bases instáveis como a bola, permite colocar ao praticante o desafio sensório-motor da instabilidade e noção de trabalho funcional, focando sempre a ativação e fortalecimento do core. Este trabalho traz benefícios posturais, uma notável melhora no equilíbrioflexibilidade e coordenação, além da satisfação e diversão proporcionadas pela prática.

 

Juntar o Pilates e a bola: porquê e para quê?

Assim, os benefícios do Pilates, associados aos movimentos com a bola, possibilitam uma intervenção mais dinâmica, tornando os resultados ainda mais rápidos e visíveis e permitindo que as aulas que tornem menos repetitivas, fomentando junto dos alunos o espírito de compromisso e a vontade de repetir a presença na sua aula, com as óbvias consequências que esse fato representará.

Ora, o domínio de mais um recurso clínico, assim como a otimização das competências do formando numa área de crescimento como o Pilates são claramente uma grande mais-valia e um destaque no atual mercado de trabalho! Por isso, desafiamos a APPI Trainer Francisca Lourenço Gomes a preparar uma classe de Pilates Clínico com bola para si. 

Classe de 30 min de Pilates Clínico com bola

Para realizar este exercício precisa de uma bola de pilates (também conhecida como fitball). É vital manter as seguintes componentes posturais:

  • peso distribuído na base apoios
  • pés paralelos à largura da anca
  • joelhos a 90º
  • ombros afastados (um do outro e das orelhas)
  • "crescer" em direção ao tecto
  • manter a lombar numa posição confortável
  • ativar o centro (core)

Submeta o formulário abaixo e receba, de forma imediata e gratuita, o ebook com este tutorial exclusivo.

 

Partilhe em...