O nosso website utiliza cookies por forma a melhorar o desempenho do mesmo e a sua experiência como utilizador. Pode consultar a nossa política de cookies AQUI

Dicas para o Sucesso Profissional

Registo
Voltar à listagem

Exercício no pré e pós-parto: benefícios e precauções

Durante a gravidez, o corpo da mulher sofre um conjunto de alterações fisiológicas, psicológicas e morfológicas. Com este conjunto de mudanças, a mulher deve possuir uma rede de suporte presente e cuidada, para que todo este ciclo ocorra da forma mais calma possível.

Além das alterações externas, existem também alterações internas a ter em conta, tal como mudanças de posição nos músculos do pavimento pélvico ou a perda de tonicidade. Isto pode resultar em problemas como: obstipação, dor durante as relações sexuais, dor perineal, dores lombares ou incontinência urinária e fecal.

Por isso, pode-se afirmar que o exercício físico na gravidez não é só bem-vindo, mas sim absolutamente necessário, pois, estimula a libertação de endorfinas, que promovem a sensação de bem-estar e, consequentemente, previne a depressão pós-parto. Dependendo dos exercícios prescritos, podem auxiliar na diminuição de lesões músculo-esqueléticas, musculares e articulares, reduzindo as dores e melhorando o padrão cardiorrespiratório da mulher.

 

Pré-parto

No que diz respeito ao exercício físico no período de gestação (pré-parto) este pode trazer vários benefícios para a saúde da mulher e do feto. Nesta fase a mulher passa por a situações naturais de stress e emoções fortes, desta forma, a prática de exercício físico, proporciona a sensação de relaxamento. A grávida vai adquirindo uma melhor perceção do seu corpo, e compreendendo as transformações que estão a ocorrer. Consequentemente, irá se sentir muito mais segura e preparada para a hora do parto.

Para além disso, ajuda a colmatar alguns sintomas consequentes do processo de gestação, contribuindo para: redução do edema, melhoria a circulação sanguínea, equilíbrio muscular, alívio do desconforto intestinal (incluindo a obstipação), diminuição da ocorrência de cãibras nos membros inferiores, fortalecimento da musculatura abdominal e melhor recuperação pós-parto.

 

Principais benefícios:

  • Queima de calorias, o que permite controlar melhor o aumento de peso durante a gravidez.
  • Com a prática regular de exercício físico existirá uma menor frequência de obstipação, já que o corpo em movimento garante um melhor funcionamento dos intestinos.
  • Aumenta a capacidade pulmonar e ajuda a controlar o ritmo da respiração.
  • Melhoria no equilíbrio e na postura, contribuindo para o alívio da dor nas costas.
  • Determinados exercícios permitem o fortalecimento do pavimento pélvico (é uma parte vital do corpo durante a gravidez, pois sustenta todo o peso). Os exercícios devem ser realizados antes e após o parto e podem evitar não só a incontinência urinaria, como os partos instrumentados ou cirúrgicos, lacerações do períneo ou mesmo a episiotomia.
  • Determinadas posturas e a respiração diafragmática praticada nos exercícios trabalham a musculatura da parede abdominal.

Exercício no pré e pós-parto: benefícios e precauções

Partilhe esta notícia

A Bwizer nas redes sociais