Login
Login

Método Oficial Kinesio® Taping KT1/KT2 (Set 2014) - LISBOA

Data de início: 20-09-2014

Inscrição
Método Oficial Kinesio® Taping KT1/KT2 (Set 2014) - LISBOA

O Método Kinesio® Taping é uma técnica de reabilitação desenhada para facilitar o processo de recuperação do corpo, dando apoio e estabilidade aos músculos e articulações, sem restringir os graus de movimento, ao mesmo tempo que promove um estímulo constante sobre os mesmos.

Atuando a nível do sistema somatosensorial, o tape Kinesio Tex, alivia a dor e facilita a drenagem linfática ao provocar um lifting da pele a nível microscópico. Esta ação aumenta o espaço intersticial, permitindo uma diminuição da inflamação nas áreas afetadas.

 

Este método permite ainda prolongar os efeitos de outras técnicas, desde logo de Terapia Manual, pelo que pode ser uma preciosa ajuda no tratamento de um conjunto alargado de disfunções a nível músculo-esquelético, linfático, neurológico, entre outros; É utilizado para:

-       Facilitar a circulação e o processo de regeneração;

-       Reeducar o sistema neuromuscular;

-       Reduzir a dor;

-       Aumentar a performance;

-       Prevenir lesões.

 

O Kinesio® Tex permite uma utilização durante 3 a 5 dias, garantindo um efeito terapêutico de 24h/dia, apresentando-se assim como um tratamento extremamente económico.

 

Formação oficial:

O Método Kinesio Taping® vai muito para além da mera aplicação de uma tira de tape adesivo. O Dr. Kenzo Kase, considera que a formação é o elemento crucial para o sucesso do mesmo, comparando-a ao software necessário para tornar possível uma adequada utilização do Método Kinesio®  Taping

Tem havido um número crescente de cursos não reconhecidos pela KTAI, cuja qualidade não é assegurada por esta instituição, sendo a Bwizer a única empresa que em Portugal, está autorizada a organizar formação oficial.

 

 

Nível KT3:

Após finalização do nível KT1/KT2 terá possibilidade de aceder ao nível KT3, onde levará o seu conhecimento no método a um grau elevado de expertise, fruto de uma metodologia de ensino mais personalizada e que visa inúmeras condições específicas na área visceral, neurológica e músculo-esquelética. Próximas edições:

Certified Kinesio Taping Practicioner ®

Atingirá o nível Certified Kinesio Taping Practitioner (CKTP) depois de concluir com sucesso os níveis KT1/2 e KT3 e o exame final (online)

Sendo um CKTP®:

- Aprofundará a sua relação e conhecimento do mundo Kinesio®

- Estará habilitado a apresentar comunicações escritas/orais nos simpósios anuais da KTAI

- Estará habilitado a enviar artigos científicos para a revista oficial da KTAI – Advanced Healing, com difusão mundial

- Verá o seu nome listado no website da KTAI, disponível para pesquisa de pacientes, e juntar o título CKTP aos seus cartões pessoais

- Poderá ser assistente de um CKTI em formações, simpósios, conferências relacionadas com a Kinesio Taping Association International (KTAI)

- Estará habilitado a tornar-se um Instrutor Oficial da Kinesio Taping International (CKTI)

 

Com este curso:

- Não ofereça aos seus pacientes imitação quando pode oferecer autenticação.

- Tem acesso a uma metodologia desenhada especificamente para maximizar a eficácia do método, permitindo-lhe estimular o processo de reabilitação e também prolongar os efeitos de outras terapias aplicadas no seu paciente.

- Domine um método cada vez mais procurado, tanto pelos profissionais que buscam formação para se diferenciarem no mesmo, como proactivamente pelos pacientes.

- Integre uma técnica que lhe permitirá intervir em patologia músculo-esquelética, neurológica, linfática, entre outras.

- Beneficie de uma formação ministrada por um instrutor formado pelas exigentes diretrizes da KTAI, instituição que assegura os mais altos standards a nível da formação no Método Kinesio Taping.

- Frequente o curso do criador do método, o Dr. Kenzo Kase, o único com um certificado reconhecido internacionalmente pela KTAI, o que lhe facilitará o reconhecimento por parte de empresas em todo o mundo.

- Enquanto membro da KTAI, terá acesso à mais recente informação e evidência sobre o método, através da base de dados, biblioteca online e fórum web desta instituição;

- Tenha a possibilidade de aceder ao nível KT3 e posteriormente ao exame para se tornar num CKTP® – Certified Kinesio Taping Practicione r®.

- Tenha acesso ao curso de Taping mais testado do mundo, com inúmeras edições num leque alargado de países, o que lhe confere um certificado de qualidade real.

 

Notas importantes: 
- Os participantes deverão trazer roupa confortável (t-shirt/polo/top e calções) e que lhes permita treinar adequadamente todas as técnicas. Deverão ainda trazer uma tesoura. 
- O curso será ministrado em espanhol. 
 
 
Tertúlias Bwizer - Functional Training Coach® (Ago 2014) - PORTO

O Functional Training (FT) Coach® é considerado como a ligação entre a terapia e o treino. Pressupõe novas abordagens a exercícios que já todos conhecem, mas numa perspetiva de treino funcional integrado, desde que individuo já não refira dor (já que é este tem de ser capaz de executar o exercício sem qualquer limitação).

 

De facto, os músculos não são trabalhados de forma isolada, mas sim numa variedade de movimentos definida individualmente tendo em conta as especificidades e objetivos de cada um, pelo que tanto atletas profissionais, como amadores e indivíduos sedentários, independentemente da sua idade, podem tirar proveito deste método.

 

FT Coach encontra a sua fundamentação em princípios transversais como as cadeias musculares, meridianos miofasciais e core stability. Sendo que os seus resultados rápidos e duradouros traduzem-se a diversos níveis, nomeadamente: numa correta aquisição ou reaprendizagem dos padrões de movimento, possibilitando, desta forma, uma melhoria da consciência corporal, performance e funcionalidade.

 

Este método distingue-se dos demais pela avaliação e definição de planos de intervenção personalizados, bem como pelo seu foco no treino no sistema Sensorio Motor. Uma outra particularidade deste método é o facto de poder ser aplicado sem um grande investimento, bem como praticado em qualquer lugar.

 

Para ficar a conhecer um pouco melhor este método, Gabriel Silva Jorge, irá demonstrar alguns exercícios, sendo que para além de ficar a conhecer alguns conceitos importantes deste método, terá a oportunidade de experienciar alguns destes exercícios!

Método Oficial Kinesio® Taping KT1/KT2 (Out 2014) -  PORTO

O Método Kinesio® Taping é uma técnica de reabilitação desenhada para facilitar o processo de recuperação do corpo, dando apoio e estabilidade aos músculos e articulações, sem restringir os graus de movimento, ao mesmo tempo que promove um estímulo constante sobre os mesmos.

 

Atuando a nível do sistema somatosensorial, o tape Kinesio Tex, alivia a dor e facilita a drenagem linfática ao provocar um lifting da pele a nível microscópico. Esta ação aumenta o espaço intersticial, permitindo uma diminuição da inflamação nas áreas afetadas.

 

Este método permite ainda prolongar os efeitos de outras técnicas, desde logo de Terapia Manual, pelo que pode ser uma preciosa ajuda no tratamento de um conjunto alargado de disfunções a nível músculo-esquelético, linfático, neurológico, entre outros; É utilizado para:

-       Facilitar a circulação e o processo de regeneração;

-       Reeducar o sistema neuromuscular;

-       Reduzir a dor;

-       Aumentar a performance;

-       Prevenir lesões.

 

O Kinesio® Tex permite uma utilização durante 3 a 5 dias, garantindo um efeito terapêutico de 24h/dia, apresentando-se assim como um tratamento extremamente económico.

 

Formação oficial:

O Método Kinesio Taping® vai muito para além da mera aplicação de uma tira de tape adesivo. O Dr. Kenzo Kase, considera que a formação é o elemento crucial para o sucesso do mesmo, comparando-a ao software necessário para tornar possível uma adequada utilização do Método Kinesio®  Taping

 

Tem havido um número crescente de cursos não reconhecidos pela KTAI, cuja qualidade não é assegurada por esta instituição, sendo a Bwizer a única empresa que em Portugal, está autorizada a organizar formação oficial.

 

Nível KT3:

Após finalização do nível KT1/KT2 terá possibilidade de aceder ao nível KT3, onde levará o seu conhecimento no método a um grau elevado de expertise, fruto de uma metodologia de ensino mais personalizada e que visa inúmeras condições específicas na área visceral, neurológica e músculo-esquelética. Próximas edições:

 

Certified Kinesio Taping Practicioner ®

Atingirá o nível Certified Kinesio Taping Practitioner (CKTP) depois de concluir com sucesso os níveis KT1/2 e KT3 e o exame final (online)

Sendo um CKTP®:

- Aprofundará a sua relação e conhecimento do mundo Kinesio®

- Estará habilitado a apresentar comunicações escritas/orais nos simpósios anuais da KTAI

- Estará habilitado a enviar artigos científicos para a revista oficial da KTAI – Advanced Healing, com difusão mundial

- Verá o seu nome listado no website da KTAI, disponível para pesquisa de pacientes, e juntar o título CKTP aos seus cartões pessoais

- Poderá ser assistente de um CKTI em formações, simpósios, conferências relacionadas com a Kinesio Taping Association International (KTAI)

- Estará habilitado a tornar-se um Instrutor Oficial da Kinesio Taping International (CKTI)

 

Com este curso:

- Não ofereça aos seus pacientes imitação quando pode oferecer autenticação.

- Tem acesso a uma metodologia desenhada especificamente para maximizar a eficácia do método, permitindo-lhe estimular o processo de reabilitação e também prolongar os efeitos de outras terapias aplicadas no seu paciente.

- Domine um método cada vez mais procurado, tanto pelos profissionais que buscam formação para se diferenciarem no mesmo, como proactivamente pelos pacientes.

- Integre uma técnica que lhe permitirá intervir em patologia músculo-esquelética, neurológica, linfática, entre outras.

- Beneficie de uma formação ministrada por um instrutor formado pelas exigentes diretrizes da KTAI, instituição que assegura os mais altos standards a nível da formação no Método Kinesio Taping.

- Frequente o curso do criador do método, o Dr. Kenzo Kase, o único com um certificado reconhecido internacionalmente pela KTAI, o que lhe facilitará o reconhecimento por parte de empresas em todo o mundo.

- Enquanto membro da KTAI, terá acesso à mais recente informação e evidência sobre o método, através da base de dados, biblioteca online e fórum web desta instituição;

- Tenha a possibilidade de aceder ao nível KT3 e posteriormente ao exame para se tornar num CKTP® – Certified Kinesio Taping Practicione r®.

- Tenha acesso ao curso de Taping mais testado do mundo, com inúmeras edições num leque alargado de países, o que lhe confere um certificado de qualidade real.

Leon Chaitow:  Positional Release Techniques (Out 2014) - LISBOA

Positional Release Techniques (PRT), incluindo Strain-Counterstrain e Functional Technique, são métodos de avaliação e intervenção nos tecidos moles que consistem na colocação destas estruturas num posicionamento específico, de forma a permitir que uma resposta espontânea liberte (releases) e reduza ou elimine a tensão e espasmo muscular de proteção que neles se verifiquem.

A PRT tem por base um mecanismo fisiológico de reajuste do fuso neuromuscular, a redução na sensibilidade nociceptiva e uma melhoria circulatória no local. A somar a isto, pesquisas recentes indicam existir também uma influência benéfica e rápida nas estruturas fasciais, reflexos ligamentares e respostas inflamatórias modificadas.

Estes métodos são ideais para situações agudas, no entanto poderão também ser um recurso interessante e bastante válido no tratamento de disfunções crónicas, sendo que em ambas as situações poderá ser combinado com outras abordagens para os tecidos moles, bem como com outras técnicas articulares (sendo neste último caso, na maioria das vezes, considerado como uma técnica preparatória).

Com efeito, a eficácia das PTR na intervenção em encurtamentos, trigger points, contraturas, entre outras disfunções, principalmente relacionadas com patologias ortopédicas da coluna vertebral e extremidades periféricas, tem contribuído para o reconhecimento desta técnica junto dos profissionais de saúde.

Um outro fator que ajuda a explicar a consolidação das PTR na prática clínica de tantos profissionais prende-se, a par com a forte fundamentação teórica existente, com a versatilidade e adaptabilidade da técnica às diferentes estruturas e quadros clínicos.

De facto, neste curso Leon Chaitow, uma das grandes referências da terapia manual a nível internacional, irá guiar um grupo de alunos na aprendizagem pelas PTR, um conceito seguro, eficaz e com forte evidência científica e clínica.

 

 

Com este curso:

- Domine um conceito eficaz, com forte evidência científica e com provas dadas em contexto clinico em diversas condições e patologias;

- Desenvolva a sua capacidade de raciocínio clinico, ao mesmo tempo que consolida as suas competências de avaliação e análise;

- Por um valor muito competitivo e um investimento de tempo adequado, integre as PTR na sua prática clinica, potenciando-a;

- Alcance os seus objetivos, oferecendo aos seus pacientes resultados positivos e rápidos;

- Aprenda com Leon Chaitow, um nome incontornável da Terapia Manual que já publicou mais de 70 livros e que já deu formação em diversos países.

 

*A Bwizer terá que confirmar o curso até dia 6 de Setembro de 2014 pelo que caso o pretenda frequentar, agradecemos que se inscreva até lá, de forma a aumentarmos as possibilidades de confirmação do mesmo.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os alunos deverão conhecer as PTR, nomeadamente o conceito, mecanismos fisiológicos, indicações e contraindicações, bem como deverão dominar a aplicação na prática dos procedimentos abordados.

 

Objetivos específicos

- Conhecer os mecanismos subjacentes à aplicação das PRT, incluindo reflexos ligamentares e respostas inflamatórias modificados;

- Compreender a metodologia subjacentes à aplicação das PRT;

- Reconhecer quais os cuidados e precauções relativas à utilização destas técnicas num ambiente clínico;

- Conhecer o valor terapêutico das PRT, em particular a Strain-Counterstrain (SCS), com base em evidência clínica, experimental e pesquisa;

- Dominar a aplicação prática das PRT;

- Dar empowerment ao seu paciente, no sentido de este ser capaz de compreender a evolução da sua condição, bem como de usar os conhecimentos deste método em seu benefício;

- Compreender o valor das PRT na dor aguda e crônica;

- Reconhecer a grande variedade de abordagens relacionadas coma as PRT utilizados em osteopatia, quiropraxia, entre outras.

Muscle Energy Techniques com John Gibbons (Set 2014) - PORTO

As Muscle Energy Techniques (MET) são técnicas que envolvem a contração voluntária de um músculo (isométrica ou isotónica), numa direção precisa e em diferentes níveis de intensidade.

 

O seu objetivo é, através da redução da hipertonicidade muscular, restabelecer o comprimento muscular, inibir a dor e libertar a articulação; sendo que o princípio fisiológico que justifica este resultado é a inervação recíproca/ inibição. Foi também comprovado que as MET influenciam a fáscia, tecido conjuntivo e líquido intersticial.

 

De facto, as MET podem ser utilizadas em diferentes patologias e disfunções desde que o objetivo seja intervir numa contratura ou trigger point, alongar um músculo encurtado, normalizar um músculo espástico, fortalecer um músculo ou grupo muscular, corrigir uma alteração de alinhamento ósseo, reduzir o edema localizado e aliviar a congestão passiva, bem como restaurar a mobilidade e amplitude articular primariamente comprometida por uma disfunção do músculo.

 

A grande eficácia que estas técnicas apresentam, assim como a evidência científica que as suporta, justifica a popularidade e posição de relevo que estas hoje ocupam entre o vasto arsenal de recursos que os terapeutas têm à sua disposição.

 

Ora, neste curso, guiado por John Gibbons ficará a conhecer e dominar as MET, uma excelente ferramenta em Terapia Manual! Veja, neste vídeo, John Gibbons a demonstrar algumas destas técnicas.

 

 

Com este curso:

- Conheça as Muscle Energy Techniques e fique apto a integrá-las na sua prática clínica;

- Aumente os meios de intervenção ao seu dispor, em Terapia Manual, para diferentes disfunções;

- Domine esta técnica, um excelente complemento às restantes e que permite obter resultados rápidos e eficazes;

- Melhore a sua capacidade de raciocino e análise de movimento humano;

- Fique a par da evidência científica e clinica, bem como do mecanismo fisiológico subjacente às MET;

- Aprenda a potenciar o papel ativo do paciente no seu processo de reabilitação;

- Conheça John Gibbons, formador conceituado com experiência em vários países; graduado em Osteopatia, Personal Training, Nutrição, Reflexologia e Acupuntura, assim como criador de um método de intervenção único: “Bodymaster Method®”.                                                                                                    

 

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os alunos deverão dominar as Muscle Energy Techniques, nomeadamente o seu conceito, mecanismos fisiológicos, indicações e contraindicações, bem como deverão ser capazes de realizar uma correta avaliação e aplicar, na prática, os procedimentos abordados.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer o conceito, mecanismo fisiológico, indicações e contraindicações das MET;

- Reconhecer os diferentes padrões dos slings miofasciais;

- Reconhecer situações de disfunções e desequilíbrios musculares;

- Compreender os padrões de ativação muscular e a sua relação com lesões dos membros superiores e inferiores;

- Conhecer e saber descrever as principais fases do ciclo de marcha;

- Compreender a relação entre o padrão de marcha de um indivíduo e a sua relação com lesões dos membros superiores e inferiores;

- Compreender a relação entre os glúteos máximo e médio com lesões dos membros superiores e inferiores;

- Executar procedimentos de avaliação, entre os quais o teste de comprimento muscular, no membro superior, membro inferior, tronco e pélvis;

- Ser capaz de estabelecer um raciocino clinico fundamentado e de selecionar o tratamento adequado;

- Executar corretamente as MET no membro superior, membro inferior, tronco e pélvis.

Terapia Manual Desportiva (Out 2014) - PORTO

Terapia Manual é a aplicação de forças através das mãos que vão promover efeitos mecânicos e fisiológicos.

Através desta técnica atuaremos diretamente na causa do problema e não nos sintomas, os quais são apenas consequência de uma provável biomecânica neuro-músculo-esquelética em disfunção.

 

Partindo do princípio de que “se a articulação está bem, o músculo se não lesado, também está bem”, o conjunto de técnicas abordadas neste curso, atuam principalmente na articulação que vão permitir uma intervenção mais efetiva na resolução dos problemas dos nossos pacientes.

 

O objetivo deste curso, baseado nos princípios de Kaltenborn, Cadeias Musculares de Busquet, Bianfait, Osteopatia, RMG, entre outros, é transmitir técnicas de normalização articular possibilitando uma pronta aplicação com resultados imediatos.

 

As articulações abordadas serão: Tornozelo, Joelho, Anca, Ombro, Cotovelo, Punho e Coluna Vertebral. O curso inicia-se com o tema “Pubalgia – Avaliação, Compreensão e Tratamento”, que irá permitir a compreensão de toda a mecânica articular lesional, dirigir a nossa avaliação e raciocínio lógico, bem como as linhas pelas quais se rege o tratamento e consequente resolução dos problemas com que nos deparamos na prática da nossa profissão.

 

O curso tem a duração de 24 horas, distribuídas por 3 dias consecutivos, das quais 90% são práticas.

 

Luís Pinto

 

Partilhamos os melhores momentos da última edição do curso Terapia Manual Desportiva, no Porto: http://goo.gl/wIdo10

 

Porquê este curso?

- Terá acesso a uma metodologia de avaliação e tratamento, focada na resolução da real causa da lesão.

- Integrará uma visão e abordagem muito global e completa no âmbito da terapia manual e com provas dadas na intervenção em contexto desportivo;

- Conhecerá e beneficiará do contacto com Luís Pinto, um dos maiores nomes da fisioterapia desportiva em Portugal.

- Dominará um conjunto de algumas das melhores ferramentas da terapia manual que poderá integrar imediatamente na sua prática clínica;

 

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de avaliar e tratar as diferentes patologias relacionadas com a prática desportiva, recorrendo à Terapia Manual.

 

Objetivos específicos

- Conhecer alguns dos princípios fundamentais de Kaltenborn, Cadeias Musculares de Busquet, Bianfait, Osteopatia e RMG;

- Compreender os mecanismos lesionais das principais lesões do contexto desportivo;

- Conhecer o conceito de cadeia lesionais, como se instalam e o seu papel nas lesões desportivas (tomando, para isso, o exemplo das pubalgias);

- Construir um raciocínio clínico adequado e suportado pela evidência;

- Executar técnicas de palpação e testes de avaliação, integrando-os no seu raciocínio clínico;

- Executar a avaliação e tratamento das diferentes lesões;

- Saber executar as técnicas de mobilização e manipulação articular;

- Saber executar técnicas instrumentais para intervenção em lesões músculo-esqueléticas desportivas.

Dermo Neuro-modulação - Tratamento Imediato da Dor (PORTO)

A Dermo Neuro-modulação surge como uma nova abordagem dos conceitos e ferramentas que os fisioterapeutas possuem. Apresenta-se como um novo processo que promove e facilita a aprendizagem do paciente e do seu sistema nervoso, proporcionando ao fisioterapeuta uma poderosa ferramenta de tratamento.

 

Os tecidos considerados pela DNM são a pele e o nervo cutâneo, frequentemente ignorados em terapia manual, sendo os participantes expostos, ao extensivo sistema ramificado que inerva pele.

 

A persistência da dor é a principal razão pela qual a maioria dos pacientes procuram um terapeuta manual. A DNM é baseada no modelo de neuro-matriz da dor, o modelo de dor clinicamente mais útil em existência a partir de um ponto de vista interactivo na terapia manual.

 

A DNM é um modelo de tratamento interactivo, colocando a "dor" em primeiro lugar, focando o sistema nervoso do paciente como o centro do tratamento, passando a abordagem por provocar estímulos estratégicos, facilitando a adaptação desejada do sistema nervoso.

 

Com este curso:

- Integrará uma ferramenta de tratamento imediato na dor, passando a poder apresentar uma solução eficaz para a intervenção na dor persistente dos seus pacientes.

- Irá adquirir uma nova visão do sistema nervoso e seus mecanismos de dor.

- Revolucionará a sua prática clínica, adquirindo uma poderosa ferramenta de intervenção em Terapia Manual.

- Conhecerá a abordagem de Diane Jacobs, a criadora do método, beneficiando de toda a sua experiência e conhecimento.

 

 

Medicina Chinesa aplicada à Fisioterapia (Set 2014) - PORTO

A Medicina Chinesa (MC) é a denominação atribuída ao conjunto de práticas da Medicina Tradicional utilizadas na China e desenvolvidas ao longo de milhares de anos.

Esta é a expressão da cultura e conhecimento orientais. É pautada por uma abordagem holística e um entendimento global do indivíduo, tendo sempre em conta o ambiente que o rodeia e o contexto em que se insere.

A MC encerra em si uma experiência única, tanto empírica como científica. Integra simultaneamente, as conceções filosóficas e energéticas que lhe deram sustentação ao longo dos tempos, e os métodos de validação da ciência ocidental.

Atualmente é considerada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como uma terapia complementar reconhecida. Apresenta-se como um sistema completo com um amplo campo de atuação, sendo que se expressa em diferentes áreas como: fitoterapia e dietética, acupunctura, eletroacupuntura, moxibustão, terapia manual e ainda Qi Gong.

É neste contexto que se pode compreender a cada vez mais comum união entre o avanço científico da medicina ocidental e a sabedoria milenar da medicina oriental. Exemplo disto mesmo é o conceito de meridiano, sendo cada vez mais importante, até para a evolução da própria ciência, a integração e inter-relação das perspetivas orientais e ocidentais da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). 

De facto, este “casamento” trouxe importantes desafios à Medicina chinesa, contribuindo assim para os novos caminhos no desenvolvimento das suas terapêuticas.

Neste curso, Alcino Duarte, irá dar a conhecer conceitos extremamente atuais e que obedecem aos mais elevados padrões científicos que esta área de estudo particularmente impõe. Assim, os fisioterapeutas que o frequentarem poderão integrar, com segurança e eficácia, a filosofia e terapêuticas da MC na sua prática e quotidiano clínicos.

 

Com este curso:

- Conheça esta abordagem global e de que forma as diferentes ferramentas que a constituem se interligam;

- Compreenda de que forma a Medicina Oriental e Ocidental se combinam numa partilha de conhecimento;

- Integre, na sua prática clínica, os principais conceitos da MC, entre os quais: meridianos e pontos de acupuntura (acupontos);

- Domine algumas técnicas da MC, as quais se têm revelado uma importante e eficaz ferramenta terapêutica e cada vez mais procurada por profissionais e pacientes;

- Aprenda com um formador, especialista na abordagem da dor, cujo percurso académico e profissional reúne o melhor da medicina ocidental e oriental e que, por isso, proporciona aos seus pacientes excelentes resultados.

 

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de abordar a MC de uma forma global e integrada na sua prática clínica, baseando-se num diagnóstico sistematizado e um diversas ferramentas terapêuticas.

 

Objetivos específicos

- Saber abordar o paciente utilizando estratégias cognitivas em consulta;

- Ser capaz de efetuar diagnósticos detalhados em MC;

- Ser capaz de construir um correto planeamento terapêutico;

- Conhecer a anatomia, biomecânica e patologia da coluna lombar, dorsal, cervical, membros superiores e inferiores;

- Conhecer e respeitar todas as indicações e contraindicações das técnicas abordadas;

- Conhecer e saber executar corretamente técnicas como a acupunctura, eletroacupuntura, moxibustão e de terapia manual (tuina).

- Dominar a aplicação da Eletroacupuntura fisiológica;

- Executar corretamente os métodos invasivos por agulha de acupunctura.

Indução Miofascial: Técnicas Estruturais com Andrezj Pilat (Set 2014)

É hoje sabido que as restrições do sistema miofascial são responsáveis pela presença de dor e limitação de movimento, representando assim importantes entraves à recuperação total do paciente.

 

A fáscia corporal é um tecido contínuo envolvendo todas as estruturas somáticas, viscerais e meninges. É possível afirmar que a fáscia é o material circundante envolve todas as estruturas do corpo e as liga entre si, oferecendo a sua proteção.

 

Além das funções de suster e participar no movimento corporal, é responsável por outras atividades biomecânicas e bioquímicas. A fáscia assegura a proteção e autonomia de cada músculo e víscera, mas também reúne os separados componentes corporais em unidades funcionais estabelecendo uma espécie de uma ininterrompida rede de comunicação corporal.

 

Em relação ao aparelho locomotor definimos a fáscia como o tecido conetivo denso e irregular que forma as aponeuroses, cápsulas articulares, envolvimentos musculares, e organizando-se ao largo das linhas de tensão, formando também as estruturas ligamentares e tendinosas.

 

Na última década, as técnicas de Indução Miofascial ganharam na fisioterapia um campo sem precedentes. Considera-se que a Indução Miofascial é a peça que faltava na cadeia na intervenção em terapia manual, para o restauro da função e do alívio da dor.

 

NOTA:

* No sentido de facilitar o seu investimento, apresentamos-lhe facilidades de pagamento do curso. Desta forma, se tiver interesse em beneficiar desta possibilidade, deverá entrar em contacto para: telefone - 220 136 948 ou email - info@bwizer.com

*A Bwizer terá que confirmar o curso até dia 30 de Julho pelo que caso o pretenda frequentar, agradecemos que se inscreva até lá, de forma a aumentarmos as possibilidades de confirmação do mesmo.

 

 

Objetivo Gerais:

No final deste curso o formando deverá saber, na sua prática clínica, realizar uma apropriada avaliação e tratamento dos pacientes afetados pelo Síndrome de Disfunção Miofascial.

 

Objetivos Específicos:

No final do curso pretende-se que os formandos:

- Identifiquem os elementos básicos da estrutura, biomecânica e cinemática do aparelho locomotor do corpo humano.

- Identifiquem a estrutura fascial do corpo.

- Descrevam a estrutura molecular da fáscia.

- Saibam caracterizar em detalhe a estrutura biomecânica da fáscia.

- Analisem com eficiência a patomecânica do sistema fascial.

- Diferenciem e apliquem as fases da avaliação do síndrome miofascial.

- Saibam aplicar as técnicas básicas da mobilização e indução miofascial profunda.

- Saibam aplicar as técnicas específicas mais utilizadas nas restrições miofasciais da coluna vertebral, tórax e extremidades.

- Realizem o processo de avaliação e tratamento do síndrome de disfunção miofascial (SDM)

- Saibam identificar e respeitar as contraindicações da aplicação das técnicas de indução miofascial

- Expliquem os fenómenos relacionados com a disfunção do aparelho locomotor e sua relação com o síndrome de dor miofascial.

- Integrem as técnicas de tratamento que compõe a Indução Miofascial na sua prática profissional.

Acupuntura para Enfermeiros: Dor e Patologias Musculo-Esqueléticas (Out 2014) - LISBOA

A Acupunctura é uma técnica medicinal que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos, que se localizam ao longo de meridianos (trajetos energéticos) com o fim de melhorar o estado de saúde do paciente.

Os meridianos são canais que percorrem todo o corpo, mas que não têm um trajeto anatómico e estrutural visível, seguindo trajetos habitualmente próximos de nervos ou ajustados a grandes vasos corporais.

A acupuntura pode ser extremamente eficaz em muitas condições patológicas, conseguindo nalgumas situações de doença, obter resultados onde a medicina convencional não dá qualquer tipo de resposta; no entanto, a sua eficácia depende em grande parte de um diagnóstico cuidadoso e preciso.

Um profissional com bom conhecimento teórico e técnico conseguirá saber escolher um princípio de tratamento adequado ao problema de saúde com que se depara; saberá escolher os pontos de acupuntura mais adequados; terá destreza na técnica de introdução e estimulação das agulhas, o que constitui a chave para a eficácia do tratamento e obtenção de resultados favoráveis.

Sendo que a MC e a Medicina Ocidental têm aprofundado e aproximado os seus laços, é pertinente para a parceria Bwizer/Forumenfermagem criar um curso que possa dotar o Enfermeiro de conhecimentos consolidados nesta área de atuação, possibilitando-lhes o domínio de uma ferramenta que é, indubitavelmente, já muito procurada pelo público para o tratamento de um sem número de condições.

Este não confere um grau de acupunctor, no entanto, foi desenhado especificamente para enfermeiros por um formador com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, concretamente em acupunctura, tornando-se uma excelente ferramenta para o tratamento de inúmeras patologias.

Desenhado especificamente para enfermeiros, por um formador com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, este curso é uma excelente ferramenta para o tratamento da dor, patologias músculo-esqueléticas entre outras patologias.

 

Porquê este curso?

- Ficará a conhecer esta abordagem holística cada vez mais procurada por profissionais e pacientes;

- Integrará esta importante e eficaz ferramenta terapêutica para a intervenção em dores e patologias músculo esqueléticas;

- Ficará a perceber de que forma a Medicina Oriental e Ocidental se “combinam” e partilham conhecimento e know-how ;

- Compreenderá os conceitos e a relação entre Acupuntura e Trigger points, assim como entre Meridianos e Estruturas Nervosas;

- Permitirá aos alunos que o frequentarem, usufruir de um desconto de 5% no valor total da formação, e de 80% no valor da inscrição no primeiro ano, possibilitando-lhes a continuação da formação em Medicina Chinesa no certificado Instituto Português de Naturologia - http://bit.ly/1jwAKMi

 

Módulo I – 18 e 19 de Outubro;

Módulo II – 15 e 16 de Novembro;

Módulo III – 12, 13 e 14 de Dezembro;

Módulo IV – 16, 17 e 18 de Janeiro. 

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso, os participantes deverão ser capazes de tratar e promover a saúde com recurso à acupuntura, tendo por base os princípios elementares da Medicina Chinesa.

 

Objetivos Específicos:

- Saber interpretar os conceitos de saúde-doença, harmonia/desarmonia, à luz dos fundamentos energéticos da MC;

- Conhecer os meridianos e pontos de acupunctura;

- Conhecer as ações e indicações dos principais acupontos;

- Compreender a importância do diagnóstico para a escolha correta dos pontos de acupunctura;

- Conhecer as técnicas de acupuntura e outras que recorrem ao uso dos acupontos como meio de tratamento;

- Fazer uma correta Avaliação e Tratamento da dor e Patologias Músculo-esquelética.

Tui Na (Set 2014) - PORTO

O Tui Na é reconhecido com uma das mais importantes disciplinas da Medicina Chinesa (MC). Consiste na estimulação de pontos e zonas específicas do corpo do paciente com o objetivo de atingir o equilíbrio fisiológico e energético.

 

Recorrendo a manobras específicas para libertação de aderências musculares e tendinosas, desde logo, técnicas de digitopressão e manipulação sobre pontos de Acupressão e Trigger Points.

 

Esta técnica é um recurso cada vez mais utilizado no tratamento de patologia músculo-esquelética, nomeadamente, lombalgias, tendinopatias, ciatalgias, cervicalgias, sendo também eficiente no alívio de stress e patologia emocional.

 

Nesta formação será também abordada a Ventosaterapia, utilizada como complemento ao Tui Na, tornando a sua intervenção ainda mais eficiente, desde logo pela sua ação miofascial, com consequente maximização dos seus resultados.

 

Porquê este curso?     

- Irá adquirir duas excelentes técnicas de tratamento, o Tui Na e a Ventosaterapia (num só curso);

- Terá acesso a uma formação lecionada por Helena Justo, que além de ser uma profissional com vasta experiência em MC, é uma das nossas formadoras mais bem avaliadas;

- Aprenderá uma técnica, que por sua fácil aplicação, baixos custos de utilização e resultados imediatos, se tornará parte integrante da sua prática clínica diária;

- Dominará uma técnica cada vez mais procurada pelos pacientes, o que poderá aumentar as suas possibilidades de intervenção e, por isso, a sua empregabilidade.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso, os participantes deverão estar capacitados para a utilização do Tui Na como ferramenta terapêutica, obedecendo aos princípios técnicos e éticos que regem esta atividade.

 

Objetivos Específicos:

- Dominar os conceitos básicos da Teoria da Medicina Chinesa;

- Dominar as principais mobilizações das estruturas articulares e tecidos moles, segundo a terapêutica Oriental;

- Diferenciar sinais e sintomas de patologia com enfoque nos conceitos de Medicina Chinesa;

- Ser capaz de realizar uma avaliação correta e adequada;

- Conhecer protocolos básicos de manipulação Oriental para o tratamento de Patologias da Coluna Vertebral;

- Conhecer e dominar o uso da Ventosaterapia para o tratamento de contracturas musculares;

Método Mézières (Out 2014) - BRAGA

Françoise Mézières nasceu em França, tendo ensinado o seu método durante vários anos e influenciando alunos que se viriam a tornam importantes referências, tais como Philippe Sourchard ou Leopold Busquet.

A originalidade do Método Mézières é reforçada pela atenção dada ao paciente durante o tratamento – neste método não é o paciente que se adapta às posturas. Estas estão em constante adaptação às características e respostas específicas do paciente.

Este é portanto, um método em permanente evolução, que observa as deformações corporais resultantes das compensações à dor, assim o diagnóstico e o exame clínico do paciente baseiam-se no estudo morfológico desde avaliação inicial e comportamento durante o tratamento.

Através do conhecimento das cadeias musculares e do enfoque na avaliação postural global, criam-se as condições para o diagnóstico da real causa da lesão. Com recurso às posturas de Mézières, esta intervenção permite a correção do bloqueio respiratório, das hiperlordoses e das rotações que comprometem o bom funcionamento do organismo.

 

Com este curso:

- Terá acesso a um método que revolucionará para sempre a sua prática clínica.

- Integrará o conhecimento das cadeias musculares segundo a visão e raciocínio clínico do método Mézières.

- Conseguirá identificar as causas principais da lesão e de intervir de forma global nas disfunções dos seus pacientes.

- Beneficiará do conhecimento de Jean-Marie Drouard, uma das maiores referências mundiais do método Mézières.

- Poderá aplicar de imediato o método, diferenciando a sua prática, o que lhe trará notoriedade e lhe permitirá rentabilizar o seu investimento.

A globalidade do curso Método de Mézières elenca 4 semanas de formação.

As datas das próximas semanas serão agendadas posteriormente.

 

Objetivos Gerais:

1. Conhecer o método Mézières e saber aplicar a sua filosofia.

 

Objetivos Específicos:

1. Saber os princípios e filosofia do método Mézières.

2. Conhecer os meios de acção do método.

3. Perceber o papel da respiração na reeducação da postura.

4. Saber avaliar a morfologia e postura nos diferentes decúbitos

5. Conhecer as posturas de alongamento e saber aplicá-las de acordo com o seu objetivo.

6. Executar correctamente as posturas corretoras para a coluna, membros inferiores e membros superiores.

7. Saber ensinar correctamente as posturas de alongamento e saber efectuar as devidas correcções.

Fisioterapia Desportiva De Elite (Out 2014) - LISBOA

Na actividade desportiva de alta competição o objectivo é, invariavelmente, obter resultados excepcionais. Para que isso aconteça, é absolutamente crítico que os atletas possam utilizar as suas capacidades ao máximo, sendo por isso muito importante uma actuação do fisioterapeuta a nível da reabilitação (assegurando um regresso rápido e seguro à actividade física) mas também, a nível da prevenção e preparação do atleta.

Para que o fisioterapeuta consiga desempenhar ele próprio um trabalho de excelência, tem que dominar um conjunto alargado de técnicas e de ter um sólido raciocínio clínico e, sobretudo, ser capaz de resolver problemas e arranjar soluções, quantas vezes em circunstâncias inesperadas.

Este curso, ao contrário do que geralmente acontece, não está especializado numa técnica apenas, já que parte do pressuposto que, para trabalhar em desporto, isso não é suficiente. Na actividade desportiva, e muito especialmente no desporto de elite, há que conhecer várias técnicas (estiramentos, mobilizações, ligaduras, trigger-points, punção seca, avaliação do atleta, etc.), saber quando utilizar cada uma, conhecer os estudos em que se sustentam, saber reabilitar e prevenir; numa palavra, há que ter um conhecimento abrangente e é isso que se procurará transmitir neste curso.

O curso de Fisioterapia Desportiva de Elite procura por isso oferecer uma visão global, muito prática, das técnicas mais utilizadas no desporto, com base na experiência pessoal de Michal Novotny, um fisioterapeuta que trabalha há vários anos ao mais alto nível, com atletas de elite.

 

A quem interessa este curso?

- A fisioterapeutas e estudantes de fisioterapia com uma paixão especial pela área desportiva.

- Trata-se de um curso fundamental para quem está em início de carreira e quer aprender uma abordagem global e que lhe permita, de forma imediata, iniciar a actividade em ambiente de alta-competição. 

 

Convidamo-lo a conhecer três fisioterapeutas portugueses que frequentaram este curso e tiveram oportunidade de trabalhar com Michal Novotny e com atletas de elite: Carlos CarvalhoJoão Carronda e Sérgio Ferraz.

 

 

Objetivos gerais:

Este curso pretende aproximar os fisioterapeutas ao mundo da fisioterapia de elite, garantindo que no final dos dois dias de formação, os participantes estejam preparados para actuar com atletas de alta competição em situações muito diversas.

 

Objetivos específicos:

Os formandos deverão ser capazes de definir um plano de tratamento específico para atletas de alta competição, identificando o seu problema específico e definindo as técnicas mais adequadas à sua recuperação. 

Drenagem Linfática Manual – Método Godoy (Out 2014) - PORTO

Baseado numa experiência de mais de 15 anos na intervenção no linfedema, bem como numa exaustiva pesquisa e procura de conhecimento, surgiu o Método Godoy. Na verdade, este é já há algum tempo uma abordagem bastante popular na América do Sul, estando também nos últimos anos a ganhar notoriedade na Europa e EUA.

Este método trouxe à comunidade científica novos conceitos no estímulo do sistema linfático, visando uma abordagem global deste sistema. Assim, os movimentos lineares no trajeto dos vasos e na direção dos linfonodos correspondentes, a par da compressão manual constante durante todo trajeto, são algumas das principais inovações deste método.

Este método que proporciona várias opções de tratamento perfeitamente adaptadas à realidade de cada paciente é composto pela drenagem linfática manual e pela drenagem linfática mecânica; incluindo também equipamentos para drenagem linfática ativa e passiva e novos materiais para contenção.

Neste curso, os criadores do curso, irão abordar essencialmente a drenagem linfática manual, uma abordagem inovadora e que permite resultados muito positivos e rápidos quando comparadas com outras metodologias similares.

O seu contributo para otimizar e facilitar a circulação da linfa é sentido, tanto a longo prazo, como também no imediato. De facto, uma forma intensiva de tratamento através desta técnica de drenagem permite a redução em torno de 10% do volume do membro diariamente na primeira semana e em torno de 50% do volume do membro numa semana. Para além disto, estudos comprovam que nos grau I e II é possível a redução total ou quase total do edema, sem processo fibrótico, em mais de 95% dos pacientes em poucos dias ou semanas.

A drenagem linfática manual segundo o Método Godoy pode ser aplicada em diversas condições clínicas com toda a simplicidade, sucesso e segurança que o caracteriza. Entre as aplicações mais comuns do método encontram-se a intervenção em situações de disfunção do sistema linfático, quadros de pós-operatório (abdomnoplastias, mamoplastias, colocação de próteses de silicone e lipoaspirações), bem como complemento às diferentes técnicas da Fisioterapia Dermatofuncional.

 

Com este curso:

- Domine um método que apesar dos enormes benefícios que proporciona, é bastante simples de integrar na sua prática clínica;

- Domine esta inovadora metodologia com forte evidência científica e robustas provas dadas prática clínica;

- Aprenda a avaliar e aplicar a terapia linfática em disfunções do sistema linfático, pós cirúrgicos, bem como enquanto complemento às técnicas utilizadas na Fisioterapia Dermatofuncional;

- Alcance excelentes resultados junto dos seus pacientes, proporcionando-lhes uma evolução positiva e rápida, principalmente quando comparada com outros métodos;

- Aprenda e beneficie de todo o conhecimento e know how dos criadores do método, um cirurgião vascular e uma terapeuta ocupacional com vasta experiência e conhecimento na área.

- Conheça este método com grande popularidade e reconhecimento no sul da América e que atualmente está também a ganhar notoriedade na Europa.

 

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de aplicar a Drenagem Linfática Manual segundo o Método Godoy em diversos quadros clínicos (p. e. doenças linfáticas e pós cirúrgicos), bem como num contexto de complemento às técnicas utilizadas na Fisioterapia Dermatofuncional.

 

Objetivos específicos

- Identificar as estruturas anatómicas do sistema linfático;

- Conhecer os mecanismos fisiológicos do sistema linfático;

- Saber realizar um diagnóstico diferencial dos diferentes tipos de disfunções que afetam o sistema linfático;

- Conhecer os processos fisiológicos do período pós cirúrgico;

- Ser capaz de classificar e diferenciar os tipos de edemas;

- Reconhecer a importância da Drenagem Linfática Manual nas patologias do sistema linfático, tratamentos da fisioterapia Dermatofuncional e pós-cirúrgicos;

- Dominar noções básicas de Drenagem Linfática Manual: cadeias linfáticas, princípios de aplicação da técnica, cuidados preventivos e a indicação correta para a prática clínica;

- Desenvolver uma visão crítica e raciocínio clínico, tornando assim esta intervenção algo cada vez mais científico;

- Ser capaz de construir um plano de intervenção, integrando a Drenagem Linfática Manual.

 

Mesoterapia Homeopática (Set 2014) - PORTO

A Mesoterapia Homeopática consiste na administração subcutânea e de doses mínimas de substâncias homeopáticas, através de injecções intradérmicas, na zona a tratar, de modo a estimular a capacidade de reacção do organismo.

Para cada patologia é administrado o medicamento adequado, visando soluções rápidas e eficazes. A aplicação é feita na derme, camada média (meso) da pele, a uma profundidade entre 2 a 4 mm. Aqui o medicamento permanece mais tempo na matriz celular e passa para o sistema linfático local.

A Mesoterapia Homeopática é uma excelente ferramenta para o tratamento da patologia músculo-esquelética e para quem ambicione distintos resultados na estética.

 

Com este curso:

- Fará parte de um grupo restrito de profissionais de saúde com formação nesta área.

- Adquire uma ferramenta que lhe permitirá atuar em duas áreas de intervenção: músculo-esquelética e estética.

- Aprenderá com uma formadora com vasta experiência e conhecimento na área - http://bit.ly/10wTLaE

 

É suportado nestas premissas, que a Bwizer criou este curso que elenca uma carga horária adequada e um preço extremamente competitivo.

 

Objectivos Gerais:

1. Conhecer a mesoterapia homeopática e produtos homeopáticos, dominando a sua utilização.

 

Objectivos Especificos:

1. Perceber o conceito de Medicina Biológica;

1. Conhecer a mesoterapia homepática e produtos homeopáticos;

2. Saber os princípios e saber executar as técnicas de mesoterapia na patologia músculo-esquelética;

3. Conhecer os princípios da mesoterapia na estética e executar corretamente as técnicas de intervenção.

Reabilitação Canina (Out 2014) - LISBOA

O interesse nesta temática tem crescido consideravelmente nos últimos anos, multiplicando-se as técnicas de tratamento disponíveis, assim como o leque de patologias que beneficiam da sua aplicação. Trata-se portanto de um sector claramente solidificado em países como Alemanha, Brasil, Espanha e Reino Unido e com uma expressão crescente em Portugal.

 

Atualmente a Reabilitação Animal é vista como uma das áreas de maior sucesso no seio da veterinária, sendo cada vez maior o número de clínicos que se informam, investigam e recorrem a esta como uma forte aliada na conquista da saúde e bem-estar animal.

 

A aplicação da Reabilitação Animal em veterinária teve início em animais de maior porte, nomeadamente equinos, tendo esta evoluído para os pequenos animais através da aplicação das técnicas e conhecimentos adquiridos na medicina humana, muito graças à procura e exigência dos seus donos, na saúde e bem-estar dos mesmos.

 

A utilização de técnicas não invasivas no combate à dor, na recuperação funcional da região comprometida, na profilaxia de futuras lesões articulares e na melhoria da qualidade de vida do animal, tem contribuído para a popularidade desta área.

 

De facto, existem muitas patologias que podem beneficiar destas técnicas como:

·         Patologias da coluna: hérnias discais, síndrome da cauda equina e displasia occipital;

·         Patologias de membros torácicos: tenosinuvite bicipital, displasia de cotovelo e osteocondrite dissecante da cabeça do úmero;

·         Patologias de membros pélvicos: ruturas de ligamentos do joelho, luxação patelar e tenosinuvite do calcâneo;

·         Gerais: distensões e contraturas musculares, artroses, fraturas, neuropatias, síndrome vestibular, neoplasias e edemas.

 

É neste contexto que a Bwizer traz a Portugal este curso de Reabilitação Canina, que se distingue, entre outros fatores, por ser uma formação claramente adequada às necessidades dos profissionais de saúde e à realidade vivida em Portugal.

 

Esta formação está dividida em componente teórica - onde serão abordados os princípios que regem a intervenção nesta área, e em componente prática - com cães, com vista a implementar os exercícios práticos abordados e a integrar equipamentos de eletroterapia.

 

Porquê este curso?

- Estará bem preparado para iniciar a sua intervenção em reabilitação canina;

- Criado por veterinários e fisioterapeutas, reunirá as melhores práticas de duas áreas indissociáveis quando se fala em reabilitação animal;

- Ganhará competências nesta nova área do mercado de trabalho numa altura em que estes serviços são crescentemente procurados;

- Poderá também criar uma rede de contactos entre elementos das duas áreas disciplinares complementares nesta temática - fisioterapia e medicina veterinária;

- Terá acesso a uma formação claramente ajustada às necessidades atuais na área: compacta e direta ao assunto;

- Beneficiará de uma formação cuja avaliação foi muito positiva na sua primeira edição em Portugal, e que será integralmente lecionada em português, pelo IBRA – Instituto muito respeitado no Brasil, onde formou já mais de 1000 profissionais nesta área.

 

Partilhamos os melhores momentos da última edição do curso, no Porto (http://goo.gl/wIdo10e um testemunho de uma aluna que frequentou o curso e cumpriu o sonho de estagiar no Brasil, na clínica IBRA do Formador Sidney Piesco, em São Paulo: http://bit.ly/1kKocz7

Trigger Points (Set 2014) - LISBOA

O termo Trigger Point foi inicialmente utilizado em 1942 pela Drª Janet Travell para descrever uma descoberta clínica com as seguintes características: dor relacionada com um ponto discreto e irritável no músculo-esquelético ou fáscia, cuja causa não é relacionada com trauma local agudo, inflamação, degeneração, neoplasma ou infeção.

Atualmente os trigger points miofasciais são definidos como pontos focais hiperirritáveis, localizados no interior do músculo-esquelético e/ou sua fáscia, desenvolvendo dor pronunciada.

O sedentarismo, a má ergonomia no trabalho, o constante stress provocado pelo atual contexto socioeconómico (instabilidade nos emprego, excesso de trabalho, etc.) têm induzido na sociedade um aumento de dor a nível músculo-esquelético e consequente predisposição para a presença de trigger points.

Designada muitas vezes de “síndrome de dor miofascial”, esta é uma disfunção causada por traumas ou microtraumas de repetição, que provocam a libertação das substâncias que induzem a sensação dolorosa levando ao aparecimento dos trigger points. Estes são identificados por sintomas como: sensação/desconforto intenso profundo e não específico, dor surda com variações de intensidade e períodos de exacerbação e remissão, além de estarem associados ou não a movimentos específicos. A palpação do trigger point reproduz a queixa do paciente relativamente à dor.

Surge assim uma necessidade de grande importância na familiarização dos estudantes e profissionais com esta condição e escolha do melhor tratamento, numa área que é frequentemente submetida a erros de diagnóstico.

Pelos conteúdos abordados e por se tratar de um curso que comporta um preço bastante competitivo, esta será uma oportunidade imperdível.

 

Com este curso:

- Saiva realizar um diagnóstico diferencial de Trigger Point, estando ainda capacitando para uma correta

intervenção em dor/síndrome miofascial.

- Tenha acesso a uma formação a uma formação ministrada por Helder Monteiro, um dos nossos formadores mais bem-avaliados - http://bit.ly/11uYYit

- Adquira num só curso um vasto leque de ferramentas de intervenção, assim como um modelo de raciocínio clinico global e diferenciado.

 

 

Objetivos Gerais:

No final do curso os alunos devem conhecer os trigger points e dominar as técnicas de tratamento dos mesmos em patologias músculo esqueléticas.

 

Objetivos Específicos:

1. Compreender a fisiopatologia e neurofisiologia da dor miofascial;

2. Conhecer as características clínicas dos trigger points;

3. Conhecer e identificar os diversos tipos de trigger point;

3. Conhecer e dominar as diferentes técnicas de tratamento dos trigger points.

Mesoterapia no Desporto e Disfunções Músculo-Esqueléticas  (Nov 2014) - PORTO

Cada vez mais os indivíduos tendem a recorrer a produtos naturais (homeopáticos) ao invés dos tradicionais medicamentos alopáticos. De facto, todos os produtos homeopáticos são completamente tolerados e integrados pelos tecidos, não sendo passíveis de criar alergias ou sequer hipersensibilidade.

 

Dependendo do efeito desejado existem diferentes princípios ativos à disposição, sendo que muitas vezes a solução passa por uma combinação e não por um produto isolado. Estes são administrados, em doses mínimas, subcutaneamente (na derme, a uma profundidade entre 2 a 4 mm) através de injeções na zona.

 

A eficácia na sintomatologia, ação etiológica e segurança, fazem da mesoterapia com produtos homeopáticos, um recurso muito utilizado na intervenção em diferentes condições, entre as quais as músculo-esqueléticas.

 

Neste sentido, esta técnica tem vindo a assumir um papel de destaque no mundo do desporto, já que permite alcançar efeitos bastante rápidos e positivos no alívio da dor, recuperação física e resolução de processos inflamatórios, pois o produto permanece mais tempo na matriz celular, passando para o sistema linfático, estimulando assim o metabolismo local.

 

Desta forma, complementa e potencia a atuação dos outros recursos terapêuticos utilizados, permitindo diminuir o tempo de recuperação pós lesão e otimizar o desempenho do individuo, estando ao mesmo tempo seguro quanto a substâncias ilegais do ponto de vista do doping.

 

Por todas estas razões, é já hoje incluída nos sistemas de saúde pública em alguns países europeus. Em Portugal, é cada vez mais procurado por pacientes e profissionais, pelo que em “Mesoterapia no Desporto e Disfunções Músculo-esqueléticas” ficará a conhecer os princípios e produtos homeopáticos utilizados em mesoterapia, bem como aprender como selecionar e aplicá-los corretamente, tendo sempre por base as patologias desportivas de maior incidência.

 

 

Com este curso:

- Domine uma técnica muito procurada por atletas e pacientes, podendo dar resposta a mais uma necessidade do mercado;

- Integre um método que tem efeitos bastante rápidos no alívio da dor, recuperação física e resolução de processos inflamatórios;

- Saiba como potenciar e complementar os resultados de outros recursos que poderá utilizar;

- Através de uma formação muito prática, adquira esta ferramenta extremamente eficaz e segura;

- Conheça esta técnica que tem uma relação custo/benefício surpreendente.

                                                                                                                                          

Objetivos

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de conhecer os princípios e produtos homeopáticos utilizados em mesoterapia, assim como saber selecionar e aplicá-los corretamente, tendo em conta o diagnóstico e programa de intervenção definido.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer os princípios técnicos da mesoterapia;

- Conhecer os diferentes produtos homeopáticos existentes;

- Identificar as disfunções apresentadas pelo paciente;

- Estabelecer o programa de intervenção adequado;

- Avaliar a pertinência da aplicação da mesoterapia homeopática nas diferentes condições músculo-esqueléticas;

- Conhecer as contraindicações desta técnica;

- Identificar os diversos tipos de produtos e materiais a utilizar;

- Aplicar corretamente todos os métodos e técnicas, de forma autónoma, segura e eficaz;

- Adquirir destreza manual na técnica;

- Utilizar adequadamente os meios de assepsia e procedimentos de segurança.

Pilates Clínico MW1 CERTIFICAÇÃO MATWORK APPI (Out 2014) - LISBOA

O Método Pilates tem sido muito divulgado nos últimos anos, tendo-se tornando uma importante ferramenta clínica. Neste curso, terá acesso a uma formação conduzida pela APPI (The Australian Physiotherapy & Pilates Institute©), uma formação ímpar, assente numa metodologia testada em vários países, com reconhecido sucesso.

 

O módulo 1 (MW1) é a base de todos os cursos de Pilates Modificado, apresentando e introduzindo a técnica de Pilates, a investigação mais relevante, os exercícios de nível principiante e os exercícios contraindicados.

Serão abordados 16 movimentos no colchão (Matwork) para treino da estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácica e cervical. Haverá ainda discussão sobre a aplicação clínica do Pilates, procurando-se que o aluno seja capaz de aplicar corretamente a técnica após a formação, respeitando as características e especificidades de cada paciente.

 

A APPI modificou os 34 exercícios originais do Pilates no colchão (Matwork) de maneira a incorporar, no seu método, a mais recente pesquisa científica a nível da instabilidade lombar, do desequilíbrio muscular e da tensão neural adversa, tornando-o assim numa verdadeira ferramenta terapêutica.

 

Glenn Withers, Fisioterapeuta e fundador APPI, demonstra neste vídeo alguns dos exercícios a serem lecionados durante o primeiro nível - http://bit.ly/1922i5m

 

 

Com este curso

- Desenvolva competências na área do Pilates Clínico, um poderoso método de reabilitação, bastante motivador e cada vez mais procurado pelos pacientes

- Tome contacto com um conceito singular e extremamente completo, que é desenvolvido em permanência numa incubadora real: a clínica APPI, em Londres

- Adicione ao seu currículo um carimbo internacional, uma vez que a APPI é uma instituição reconhecida e operante em todo o mundo

- Tenha acesso a um Certificado APPI, assim como a um Certificado de Formação Profissional (devido à certificação DGERT atribuída à Bwizer);

 

Partilhamos os melhores momentos da última edição do curso Pilates MW1, no Porto: http://on.fb.me/1qs0ZYY

 

Objetivos gerais:

No final deste curso os participantes devem ser capazes de selecionar e aplicar os exercícios de Pilates Clínico, sabendo relacioná-los com patologia, padrões normais de movimento e sincronia neuro-muscular/neuro-patomecânica.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer o Método Pilates e sua evolução;

- Conhecer a investigação científica mais relevante em que a abordagem da APPI assenta;

- Dominar os 5 elementos-chave;

- Compreender o conceito estabilidade dinâmica vs estabilidade estática;

- Dominar os 16 movimentos no colchão, os quais procuram contribuir para a estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácia e cervical;

- Construir um raciocino clinico capaz de ser orientador desde a avaliação até à aplicação dos exercícios;

- Incorporar os conhecimentos na sua prática clínica, com segurança e eficácia. 

Fisioterapia Uroginecológica Pediátrica (Out 2014) - PORTO

As disfunções uro ginecológicas afetam cerca de 10 a 15% das crianças de 5 anos, em todo o mundo. São vários os fatores que podem estar envolvidos na génese ou manutenção destas disfunções, desde anátomo-fisiológicos, psicológicos, ambientais, …

 

A atuação da fisioterapia nas disfunções uro ginecológicas é ampla, sendo esta inquestionavelmente uma área em crescente expansão. Neste contexto compreende-se a pertinência da existência de profissionais competentes e com uma prática baseada na evidência científica, de forma a proporcionar aos pacientes resultados positivos e uma prática clínica de excelência.

 

Fisioterapia Uroginecológica Pediátrica” é, de facto, uma excelente oportunidade para que, enquanto fisioterapeuta, compreenda os problemas relacionados com o ciclo urinário, tendo sempre em consideração a neurofisiologia da micção, os distúrbios do trato urinário inferior na infância (que também se podem manter durante a idade adulta), outras condições urológicas (neurológicas ou não); assim como a fisiologia defecatória e os principais problemas da defecação que se relacionam com os problemas urinários. 

 

A partir de uma avaliação completa e de uma visão global do seu paciente, será capaz de definir um plano de tratamento em fisioterapia ajustado às suas caraterísticas, necessidades e objetivos. Este curso, desenhado por Patrícia Lordelo, permitir-lhe-á integrar uma abordagem muito completa no tratamento destas disfunções na infância, além de facilitar o entendimento e atuação nos problemas uro-ginecológicos e proctológicos que acometem a população adulta.

 

 

Com este curso:

- Aprenda com uma formadora de experiência relevante e indiscutível, autora de diversos artigos e de capítulos em livros didáticos;

- Fique a par da evidência científica mais recente na área;

- Conheça os pontos específicos para a estruturação de um serviço de atendimento a crianças com disfunções uroginecológicas;

- Fique a conhecer a relação entre as disfunções na infância e no adulto, assim como as opções diagnósticas e terapêuticas existentes;

- Domine importantes e eficazes técnicas terapêuticas para a intervenção em alterações miccionais e coloproctológicas na infância.

Suporte Avançado de Vida CERTIFICAÇÃO AHA E INEM (Set 2014) - PORTO

A Paragem Cardiorrespiratória (PCR) de origem cardíaca é a principal causa de mortalidade nos países desenvolvidos, acontecendo quase sempre fora do meio hospitalar. Em Portugal ocorrem cerca de 10.000 casos todos os anos.

O Curso de Suporte Avançado de Vida (SAV) Cardiovascular da American Heart Association é considerado um curso inovador que foca a importância do Suporte Básico de Vida (SBV) e a sua integração com o SAV.

Baseia-se em casos clínicos simulados, que encorajam a participação dos formandos, treinando todas as técnicas chave individualmente, em equipa e como líderes de equipa. Os alicerces da formação são o domínio do SBV, o reconhecimento de situações peri-paragem, gestão da PCR, identificação e tratamento da doença cardíaca isquémica e síndromes coronários agudos (SCA), reconhecimento de outras patologias potencialmente letais e respetiva orientação terapêutica, algoritmos de SAV e respetivas dinâmicas de equipa.

É por isso um curso centrado no trabalho de equipa, valorizando a primeira abordagem médica na assistência a vítimas de PCR. Assim, com o carimbo de qualidade do INEM, os conteúdos abordados seguirão a opinião científica atualizada das diretrizes da AHA em Ressuscitação Cardiopulmonar e Atendimento Cardiovascular de Emergência. Os cursos de SBV (BLS) e SAV (ACLS) estão traduzidos em 10 idiomas e são ministrados em mais de 140 países.

 

Porquê este curso?

- Fará parte de um grupo de profissionais de saúde em Portugal certificados por duas instituições de renome nesta área, a AHA e o INEM.

- Conseguirá sistematizar procedimentos, uniformizar linguagem e saberá trabalhar em equipa na sua intervenção em SAV.

- Aprenderá com uma equipa de formadores (médicos e enfermeiros) qualificada e muito bem avaliada nas anteriores edições desta formação - 4,9 numa escala de 5.

- Irá adquirir uma ferramenta avançada que lhe permitirá atuar em contexto de emergência.

 

 

Notas importantes:

Este curso pressupõe o estudo prévio do seu manual de apoio, sendo que o aluno deverá adquirir o manual logo após a inscrição, até um limite de cerca de 3 semanas antes do início do curso:

- Se o curso se realizar no Porto poderá levantar o manual nas instalações da Bwizer.

- Se o curso se realizar em Lisboa poderá levantar o manual nas instalações da Ocean Medical.

Caso não tenham possibilidade de se deslocar ao local onde a formação irá decorrer para levantar o manual, terão a possibilidade de o receber via correio (custo adicional de 10).  

 

Em caso de desistência da sua inscrição:

         - Se a desistência se processar até 15 dias úteis antes do curso: ao valor pago será retida uma taxa administrativa de €70 (setenta euros), sendo efetuada a devolução do valor restante;

            - Se a desistência se processar nos 15 dias úteis prévios à realização do curso:  não será efetuada qualquer devolução. Neste caso poderá voltar a frequentar o curso mediante o pagamento de uma taxa de €100 (cem euros).

 

Pré-requisitos: Competências básicas SBV (incluindo DAE), farmacologia e leitura traçados ECG.

 

Acupuntura para Fisioterapeutas (Out 2014) - LISBOA | Com facilidades de pagamento

A Acupuntura é uma das disciplinas mais importantes da Medicina Chinesa. Trata-se de uma técnica que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos, que se localizam ao longo de meridianos (trajetos energéticos), com o fim de melhorar o estado de saúde do indivíduo.

 

Segundo esta abordagem, qualquer bloqueio ou dor física inicia-se por um bloqueio energético ao nível dos meridianos, os quais podem ser definidos como canais que percorrem todo o corpo humano.

 

Ora, sabe-se que quando colocadas corretamente sobre os acupontos, estas agulhas conduzem à resolução destes bloqueios, aumentando o fluxo energético, o fluxo de sangue e o fluxo de líquidos corporais; ao mesmo tempo que modulam o funcionamento do sistema nervoso, sistema endócrino, sistema imunitário e das glândulas exócrinas.

 

Está igualmente provado que a acupuntura tem um efeito anestésico local e que promove a libertação de neurotransmissores, nomeadamente endorfinas, responsáveis pela sensação de relaxamento, felicidade e bem-estar.

 

Existem pontos e protocolos específicos de acupuntura para quase todo o tipo de patologias, incluindo as osteoarticulares e musculares. Assim, este curso que tem por base a estreita ligação entre a Medicina Ocidental e Oriental vem dotar o Fisioterapeuta de conhecimentos sólidos nesta área, possibilitando-lhe o domínio de uma ferramenta que é, indubitavelmente, já muito procurada pelos pacientes no seu processo de tratamento.

 

Este curso não lhe confere um grau de acupunctor, no entanto, foi criado especificamente para fisioterapeutas por Helena Justo, uma formadora muito bem avaliada em todas as formações Bwizer e com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, concretamente em acupuntura. É, portanto, uma excelente ferramenta para o tratamento das patologias músculo-esqueléticas, ao mesmo tempo que é uma excelente base para todos os formandos que queiram futuramente completar uma formação em acupuntura.

 

Vídeo da 1ª edição do curso de Acupuntura para Fisioterapeutas - http://bit.ly/YFukRZ

 

Saiba que continuamos a apresentar o melhor preço de mercado!

 

O mesmo acontece se escolher fazer o seu pagamento em quatro prestações - nesse caso, , o valor que se adequa à sua condição será de €190 caso se tenha inscrito no 1º prazo ou €200 caso se tenha inscrito no 2º prazo.

 

O pagamento de cada prestação, através de transferência bancária, deverá ser efetuado até 8 dias antes do início de cada módulo. Em seguida deverá enviar o comprovativo relativo ao pagamento para info@bwizer.com, indicando-nos o motivo da sua transferência.

 

Porquê este curso?

- Conhecerá em pormenor este método cada vez mais procurado por profissionais e pacientes;

- Integrará esta abordagem holística, cujo segredo do sucesso reside essencialmente na combinação e intima partilha de conhecimento e know-how entre a Medicina Oriental e Ocidental;

- Dominará uma importante e eficaz ferramenta terapêutica para a intervenção em patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas;

- Ficará a conhecer a relação entre Acupuntura e Trigger points, assim como entre Meridianos e Estruturas Nervosas;

- Beneficiará da experiência e conhecimento de Helena Justo, formadora que conduzirá este curso.

 

Módulo 1: 11 e 12 de Outubro;

Módulo 2: 22 e 23 de Novembro;

Módulo 3: 13 e 14 de Dezembro;

Módulo 4: 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro;

Pilates Clínico MW1 CERTIFICAÇÃO MATWORK APPI (Set 2014) - PORTO

O Método Pilates tem sido muito divulgado nos últimos anos, tendo-se tornando uma importante ferramenta clínica. Neste curso, terá acesso a uma formação conduzida pela APPI (The Australian Physiotherapy & Pilates Institute©), uma formação ímpar, assente numa metodologia testada em vários países, com reconhecido sucesso.

 

O módulo 1 (MW1) é a base de todos os cursos de Pilates Modificado, apresentando e introduzindo a técnica de Pilates, a investigação mais relevante, os exercícios de nível principiante e os exercícios contraindicados.

Serão abordados 16 movimentos no colchão (Matwork) para treino da estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácica e cervical. Haverá ainda discussão sobre a aplicação clínica do Pilates, procurando-se que o aluno seja capaz de aplicar corretamente a técnica após a formação, respeitando as características e especificidades de cada paciente.

 

A APPI modificou os 34 exercícios originais do Pilates no colchão (Matwork) de maneira a incorporar, no seu método, a mais recente pesquisa científica a nível da instabilidade lombar, do desequilíbrio muscular e da tensão neural adversa, tornando-o assim numa verdadeira ferramenta terapêutica.

 

Glenn Withers, Fisioterapeuta e fundador APPI, demonstra neste vídeo alguns dos exercícios a serem lecionados durante o primeiro nível - http://bit.ly/1922i5m

 

Os cursos de Pilates Clinico MW1, MW2 e MW3 Certificação Matwork da APPI, dar-lhe-ão acesso a 3,2 Unidades de Crédito referentes à renovação da cédula PROFCAD e a um Certificado de participação Bwizer com creditação IPDJ (saiba o que isto significa)

 

Porquê este curso?

- Desenvolverá competências na área do Pilates Clínico, um poderoso método de reabilitação, bastante motivador e cada vez mais procurado pelos pacientes

- Tomará contacto com um conceito singular e extremamente completo, que é desenvolvido em permanência numa incubadora real: a clínica APPI, em Londres

- Adicionará ao seu currículo um carimbo internacional, uma vez que a APPI é uma instituição reconhecida e operante em todo o mundo

- Terá acesso a um Certificado APPI, assim como a um Certificado de Formação Profissional (devido à certificação DGERT atribuída à Bwizer);

 

Objetivos gerais:

No final deste curso os participantes devem ser capazes de selecionar e aplicar os exercícios de Pilates Clínico, sabendo relacioná-los com patologia, padrões normais de movimento e sincronia neuro-muscular/neuro-patomecânica.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer o Método Pilates e sua evolução;

- Conhecer a investigação científica mais relevante em que a abordagem da APPI assenta;

- Dominar os 5 elementos-chave;

- Compreender o conceito estabilidade dinâmica vs estabilidade estática;

- Dominar os 16 movimentos no colchão, os quais procuram contribuir para a estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácia e cervical;

- Construir um raciocino clinico capaz de ser orientador desde a avaliação até à aplicação dos exercícios;

- Incorporar os conhecimentos na sua prática clínica, com segurança e eficácia. 

Osteopatia Aplicada ao Desporto (Nov 2014) - PORTO

O mundo do deporto, quer pelo ritmo de competição, quer pelos interesses económicos existentes em torno dos atletas e suas estruturas de suporte, obriga os profissionais de saúde que nele trabalham a serem ainda mais eficazes na sua intervenção, assim como seguros e pragmáticos na forma como a comunicam e justificam.

 

A visibilidade sobre o seu trabalho, assim como a exigência de obter melhores resultados e num menor espaço de tempo, tanto no tratamento de lesões já instaladas, como também na maximização da performance e prevenção de recidivas, justificam a constante persecução por meios que os ajudem a atingir estes objetivos.

 

Com efeito, “Osteopatia aplicada ao Desporto” apresentar-nos-á uma nova visão sobre as lesões desportivas e desempenho dos atletas. Focado num entendimento integrado do atleta e da sua atividade desportiva, assim como numa avaliação exaustiva e global, aprenderá a intervir através de técnicas estruturais, musculares e fasciais, tendo sempre por base princípios fundamentais como cadeias musculares, entradas posturais, triângulos biomecânicos de littlejohn, core stability, dermátomos, …

 

Compreenderá o conceito de tratamento à distância, bem como por que razão muitas vezes as lesões traumáticas (p.e. entorse) não podem ser sempre vistas apenas como um momento isolado do trauma, já que podem ser o resultado de alterações posturais, de sinergias musculares, compensações, …

 

Assim, neste curso ao compreender a importância do profissional de saúde na intervenção junto do atleta em diferentes fases (prevenção, tratamento, recuperação pós exercício, preparação para competição, retorno à competição pós lesão), irá verdadeiramente aperceber-se que não existem “protocolos rígidos de tratamento”, já é necessário sempre atender às particularidades do atleta, ambiente e contexto.

 

 

Com este curso:

- Compreenda as lesões desportivas e respetivo mecanismo, tendo por base um raciocínio osteopático;

- Integre na sua rotina de avaliação, não só uma análise completa da postura e movimento do seu atleta, como também do respetivo gesto técnico;

- Aprenda a intervir no atleta de forma global e integrada, tendo em conta o seu contexto/ ambiente, particularidades, bem como o desporto praticado;

- Ganhe competências para trabalhar de forma autónoma sem, no entanto, descurar a importância de um trabalho transdisciplinar;

- Compreenda a importância do profissional de saúde na intervenção no atleta em diferentes fases: prevenção, tratamento, recuperação pós exercício, preparação para competição, retorno à competição…    

 

Objetivos

Objetivos Gerais:

No final do curso os participantes deverão ser capazes de receber, avaliar, tratar e aconselhar os seus atletas, tanto em gabinete, como no campo e balneário.

 

Objetivos Específicos:

- Saber estruturar um raciocínio em osteopatia, focando-se na real causa e não na sintomatologia;

- Dominar ferramentas de avaliação que permitam definir um diagnóstico preciso;

- Conhecer as patologias mais comuns no desporto (sobretudo no futebol) e o seu mecanismo de lesão;

- Relacionar a lesão com o gesto técnico, bem como com as compensações que dela possam advir;

- Ser capaz de intervir nas patologias desportivas mais comuns, tendo por base as técnicas estruturais, musculares e fasciais, assim como o conceito de “tratamento à distância”;

- Conhecer algumas estratégias para potenciar a recuperação física pós exercício/ competição;

- Saber como otimizar o desempenho do movimento/ gesto técnico do seu paciente, prevenindo, ao mesmo tempo, uma recidiva.

Preparação para o Nascimento:  Pós-Parto (Set 2014) - LISBOA

O período de pós parto é caracterizado por um processo de mudança envolto em desafios e novas aprendizagens por parte do casal.

 

O profissional de saúde tem a oportunidade única de suportar e promover as competências parentais através de estratégias antecipatórias de saúde, ensinando ao casal a melhor forma de vivenciar em toda a plenitude esta etapa de vida, com a certeza de que saberão dar o melhor a si e ao seu bebé.

 

Para desenvolver esta atividade é exigido ao profissional da saúde, cada vez mais, um saber aprofundado e competências específicas para promover o processo de parentalidade em segurança e qualidade.

 

Com este curso:

- Conhecerá a abordagem de Maria João Alvito, um dos nomes incontornáveis em Portugal nesta área.

- Frequentará uma formação que é reconhecida como referência, por integrar, além da recuperação física no pós-parto, aborda a adaptação do casal à parentalidade e integração do novo elemento no contexto familiar.

- Além de adquirir os conhecimentos necessários para intervir num mercado em crescimento irá fazê-lo de forma diferenciada. 

 

Objetivos Gerais:

- Planear e implementar ações/programas de pós parto

- Monitorizar e avaliar a qualidade e efetividade das ações/programas de pós parto

- Demonstrar capacidade crítica e de reflexão acerca da intervenção nesta área específica, de forma a contribuir efectivamente para a visibilidade e efectividade da mesma.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer as actuais linhas orientadoras e recomendações relativas aos cuidados pós natais;

- Analisar a evidência científica actual relativa à intervenção nesta área, relacionando-a com os modelos teóricos que a suportam.

- Seleccionar estratégias adequadas para a identificação das necessidades da mãe/pai/bebé durante o período pós natal

- Seleccionar estratégias adequadas na divulgação, promoção e sensibilização de ações e/ou programas de pós parto, adequadas ao público-alvo

- Conhecer e/ou aprofundar o conhecimento relativo às mudanças físicas, emocionais e psicológicas da mãe/pai/ bebé associadas aos períodos pós natal;

- Planear e implementar ações de programas de educação pós parto;

 

Os interessados em frequentar este curso:

- PORTO, Março - http://bit.ly/1cTtLG4

- FUNCHAL, Abril - http://bit.ly/1kIot7n

- COIMBRA, Maio - http://bit.ly/1hGD3d2

 

Fisioterapia Dermato funcional Corporal e Facial - Revolução e Novos Conceitos (Nov 2014) - LISBOA

A crescente preocupação das pessoas em ter uma imagem socialmente aceitável leva a um crescimento dos cuidados com disfunções que acometem o órgão mais externo do corpo humano, a pele e sistema tegumentar como um todo. Assim alterações como rugas, estrias, cicatrizes, flacidez e gordura localizada adquirem um papel cada vez mais relevante nos gabinetes de Fisioterapia.

 

Esta área tem evoluído bastante, aumentando as suas pontes de contacto com a área mais clínica e terapêutica, como comprova o cada vez maior leque de técnicas que têm vindo a ser utilizadas para atingir resultados.

 

De encontro com esta premissa, organizamos esta formação, que se diferencia pelo facto de introduzir novas técnicas de intervenção em Fisioterapia Dermatofuncional e conjugar dois cursos num só, explorando a base cinesiológica e eletroterapêutica desta especialidade e abordando as áreas corporal e facial.

 

Assim, este curso de 4 dias encontra-se dividido em dois módulos:

 

- Módulo I - Terapia Manual e taping aplicados à Fisioterapia Dermatofuncional que abordará as mais recentes técnicas manuais de intervenção em Dermatofuncional, como Terapia Miofascial ou Técnicas de taping.

- Módulo II: Novas Tecnologias em Fisioterapia Dermatofuncional, que incidirá nos avanços de recursos terapêuticos, como por exemplo, a Radiofrequência, as Microcorrentes e a Criolipólise.

 

Porquê este curso?

- Aprenderá com uma formadora de experiência relevante e indiscutível (Vice Presidente da Associação Brasileira de Fisioterapia Dermatofuncional) – http://bit.ly/13ib2Ag.

- Ganhará competências vastas e diferenciadas para aplicar as técnicas mais atualizadas da Fisioterapia Dermatofuncional nos tratamentos faciais e corporais que lhe permitirão trabalhar de forma autónoma

- Ficará a par dos mais recentes estudos científicos nesta área.

- Perceberá como pode incorporar técnicas convencionais como o Taping ou a Terapia Miofascial na Dermatofuncional.

- Adquirirá competências em Dermatofuncional que a maior parte dos profissionais que trabalha nesta área ainda não tem. 

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso, o formando deverá estar apto a atuar na área Dermatofuncional, selecionando e aplicando os recursos terapêuticos de forma eficaz e segura.

 

Objetivos específicos:

- Compreender os mecanismos de ação dos diversos recursos terapêuticos em Dermatofuncional;

- Saber selecionar o recurso mais adequado a cada disfunção clínica;

- Reconhecer as indicações e contraindicações de cada técnica;

- Saber aplicar os recursos terapêuticos utilizados para tratamento das disfunções dermatofuncionais.

Advanced Spinal Manipulation (Set 2014) - LISBOA

A Manipulação Vertebral é uma das ferramentas mais procuradas em terapia manual. Nos últimos anos têm-se verificado um crescente enriquecimento da sua sustentação científica, particularmente na dor cervical e dor lombar não específica, o que tem tornado os seus resultados ainda mais eficientes.

 

O Dr. David Evans é um Osteopata britânico que tem destacado no desenvolvimento de estudos científicos que diferenciam as diferentes técnicas de manipulação vertebral, tendo publicado diversos estudos em conhecidas revistas científicas.

 

Os rápidos resultados proporcionados pela manipulação vertebral, tornam-na numa das técnicas de Terapia Manual mais procuradas por profissionais e pacientes. Para que estes resultados possam ser potenciados, deverão ser diferenciadas as melhores técnicas, reforçadas pela mais recente evidência científica, contribuindo desta forma para uma prática de excelência com os distintos resultados que dela advirão.

 

Com este curso:

- Ganhará, além de experiência prática, acesso às mais eficientes técnicas de manipulação sustentadas pela melhor evidência científica.

- Ficará a par dos mais recentes avanços clínicos na área.

- Com enfoque no raciocínio clínico, compreenderá a biomecânica e fisiologia da manipulação, potenciando os seus resultados com consequentes benefícios na sua prática clínica

- Terá acesso a um curso único na área, ministrado por um formador reconhecido internacionalmente e com vasta experiência clínica – galardoado com o prestigiado prémio “best clinical performance” atribuído pela “British School of Osteopathy”. 

Objectivos Gerais:

No final do curso o aluno terá de ser capaz de aplicar a manipulação vertebral como ferramenta de tratamento dominando a sua aplicação prática, reforçada por um forte conhecimento teórico baseado na evidência científica.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer os mecanismos neurofisiológicos e biomecânicos da manipulação vertebral, assim como as diferentes teorias em torno desta temática.

- Conhecer as indicações, red-flags e contra-indicações da manipulação vertebral

- Conhecer a mais recente evidência científica nesta área (RCTs, Revisões Sistemáticas/Meta-análises)

- Conhecer e executar os diferentes testes de avaliação e técnicas de palpação.

-Executar a avaliação das diferentes lesões com enfoque no raciocínio clínico e compreensão da sua biomecânica.

- Executar técnicas de palpação e testes de avaliação.

- Saber diferenciar e executar correctamente as diferentes técnicas de manipulação articular da coluna vertebral.

Fisioterapia Dermatofuncional - Técnicas Regenerativas Dérmicas (Set 2014) - PORTO

A terapia de indução de colagénio (TIC) e a radiofrequência são dois recursos altamente valiosos ao alcance do Fisioterapeuta para intervenção na regeneração dérmica.

Mais conhecida por dermaroller ou microneedling, a terapia de indução de colagénio, tem vindo a ser cada vez mais procurada pela fisioterapia dermatofuncional como forma de tratamento de estrias, rugas, cicatrizes e queda de cabelo, ou sempre que se pretenda aumentar a permeação de princípios ativos por via transdérmica. É selecionada pela sua capacidade de microagulhamento da pele e estimulação da síntese de elementos estruturais do sistema tegumentar, como colagénio e glicosaminoglicanos, através da aplicação de um pequeno rolo com numerosas microagulhas sobre a pele.

A radiofrequência é uma técnica que através da utilização da energia eletromagnética gera aquecimento do sistema tegumentar em profundidade, promovendo a estimulação e contração do colagénio, contribuindo deste modo, para o tratamento da flacidez cutânea, sem recurso a procedimentos cirúrgicos. O seu uso para fins dermatológicos foi aprovado em 2002 pela FDA. Apresenta ainda, indicações secundárias no tratamento de fibro edema gelóide (celulite) e gordura localizada, através dos seus efeitos na estimulação do metabolismo.

Embora possam representar recursos de elevada potencialidade, dada a sua excelente eficácia, o seu valor perder-se-á, caso sejam utilizados sem critério, nem o conhecimento das bases necessárias à sua aplicação. Esta formação irá ensinar ao fisioterapeuta como potenciar ao máximo os seus resultados com este dois importantes recursos, a radiofrequência e a terapia de indução de colagénio.

 

 

A participação neste curso aumentará leque de ferramentas do fisioterapeuta, na área de dermatofuncional, auxiliando-o para uma correta utilização de dois recursos terapêuticos de elevada eficácia.

 

Com este curso

- Fique a conhecer dois importantes recursos para intervenção na regeneração dérmica, num curso com um investimento relativamente baixo.

- Integre uma formação completa, com forte componente científica e correlação clínica;

- Adquira competências necessárias para intervir num mercado em crescimento, bem como fazê-lo de forma diferenciada, possibilitando-lhe rápida rentabilização do investimento.

 

Objetivos gerais

No final desta formação, o formando deverá ser capaz de dominar os princípios e manuseamento da terapia de indução de colagénio (TIC) e da radiofrequência na intervenção em disfunções da fisioterapia dermatofuncional.                  

                                    

 

Objetivos específicos

- Saber o que é a TIC e os seus mecanismos de interação;

- Conhecer os princípios e manuseamento da radiofrequência;

- Compreender os efeitos terapêuticos;

- Discutir as modalidades e tipos de radiofrequências.

- Distinguir os tipos de dispositivos de TIC existentes no mercado e perceber as suas particularidades;

- Reconhecer as indicações e contraindicações das técnicas;

- Saber aplicar as técnicas e estabelecer protocolos de tratamento;

- Promover manutenção da integridade do sistema tegumentar. 

Terapia Manual Conceito Osteoetiopático  CERTIFICAÇÃO ATMS (Out 2014) - LISBOA

Terapia Manual segundo o Conceito Osteoetiopático diferencia-se dos demais por permitir uma intervenção na real causa da lesão.

 

Baseado na prática clínica e na evidência, este curso singular apenas com edições no Brasil, Bélgica, França, Argentina e Portugal, permite ao fisioterapeuta intervir nas patologias posturais, articulares e vertebrais de maneira eficaz e duradoura. Sendo isto somente possível através da associação num só programa de algumas das melhores técnicas da Terapia Manual: Osteopatia, Quiropraxia, Cadeias Musculares, Cinesiologia Aplicada, Cyriax, Trigger Points, entre outras.

 

Conceito de destaque, que também integra esta formação é a Posturoterapia, a qual se apresenta como uma metodologia revolucionária, baseada na fisiologia muscular e biomecânica.

Esta permite, não só diagnosticar, como também, através do reequilíbrio da postura intervir em desequilíbrios posturais e alterações musculares que estão frequentemente na base dos sintomas do paciente.

 

Esta é, portanto, uma filosofia de trabalho que consiste na compreensão da dor do paciente, na análise dos seus diferentes parâmetros e na origem dos sintomas através das diferentes estruturas do corpo humano, a nível: parietal, visceral, crânio-sacral.

 

Este curso ímpar em terapia manual propõe um programa com técnicas diferentes e complementares que permitem ao fisioterapeuta a adaptação precisa à causa e à necessidade individual do paciente, seguindo o princípio de tratar a causa através de um trabalho global das cadeias ascendentes e descendentes e não de tratar somente os sintomas dolorosos.

 

É a oportunidade de juntar um carimbo claramente diferenciador ao seu currículo, ao mesmo tempo que ganha competências fundamentais para tratar o seu paciente de forma autónoma, global e bem-sucedida, assegurando uma intervenção diferenciada e com resultados imediatos.

 

O curso terá uma duração de 2 anos e após a conclusão dos 12 módulos e do exame final teórico e prático, que garante o diploma em Osteoetiopatia (DOe) da ATMS.

 

Este é um investimento que terá seguramente o seu retorno, já que acrescentará um valor significativo à sua prática clínica aumentando a sua diferenciação e notoriedade no mercado de trabalho, e assegurando-lhe melhores resultados.

 

 

Com este curso:

- Diferencie a sua prática clínica, assegurando um elevado grau de autonomia.

- Junta-se ao grupo de alguns dos maiores nomes da fisioterapia que já frequentaram esta formação.

- Conheça Dominique Lippens, o criador deste conceito, assim como uma equipa de formadores de excelência que partilham da sua visão e método de trabalho.

- Beneficie de uma formação testada em vários países que, pela sua evolução ao longo do tempo, é hoje um curso de excelência.

- Mude para sempre a forma como avalia um paciente, elevando o seu raciocínio clínico, para uma abordagem global e centrada na causa do problema.

- Permite ao fisioterapeuta alcançar resultados imediatos e duradouros que o destacarão junto dos seus pacientes e colegas de profissão.

- Disfrute de um curso resulta do que há de melhor em algumas das mais reconhecidas metodologias em terapia manual. 

 

 

Objetivos Gerais:

- Define-se como objetivo geral deste curso a aprendizagem e integração de um modelo de avaliação e raciocínio clínico global, através da identificação da real causa da disfunção/patologia. Assim como da capacidade de seleção do tratamento mais eficiente para cada condição.

 

Objetivos específicos

- Avaliar os diferentes tipos de dor e disfunção, identificando a real causa (etiologia) do problema.

- Definir uma metodologia de avaliação e raciocínio clínico, baseada numa visão global, a nível articular, muscular, neural, fascial e visceral.

- Saber selecionar as técnicas/estratégias que melhor se adequam a cada disfunção/patologia.

- Executar técnicas de palpação, aplicação dos testes manuais e da intervenção.

- Executar corretamente as diferentes técnicas osteopática e outras técnicas de terapia manual, respeitando as indicações e contraindicações de cada. 

Functional Training Coach® (Set 2014) - PORTO

O Functional Training (FT) Coach® é um método de treino funcional integrado que recorre a novas abordagens a exercícios que já existem, de forma a trabalhar diferentes grupos musculares em simultâneo numa variedade de movimentos, ao invés de treinar grupos musculares de uma forma isolada.

Assenta em duas premissas fundamentais, por um lado que as articulações e músculos se movem segundo “sistemas mecânicos” em todos os planos e, por outro, que os músculos se organizam em cadeias musculares, pelo que nenhum deles se move sozinho. De facto, também os conceitos de meridianos miofasciais e core stability deixaram a sua marca neste método, tornando-o num seguro e excelente meio de intervenção no controlo motor, desde que individuo já não refira dor, já que é essencial que este seja capaz de executar o exercício sem qualquer limitação. É portanto o elo que liga a terapia e o treino!

Este método distingue-se dos demais pela avaliação e definição de planos de intervenção personalizados que implica, bem como pelo seu foco no treino no sistema Sensorio Motor. Ora, os efeitos deste treino traduzem-se em resultados rápidos e duradouros a diversos níveis, nomeadamente: no sistema neural, na coordenação muscular, no mecanismo de proteção articular, no equilíbrio, bem como numa correta aquisição ou reaprendizagem dos padrões de movimento, possibilitando, desta forma, uma melhoria da consciência corporal, performance e funcionalidade nas atividades de vida diárias.

Todos os padrões de movimento utilizados são definidos de acordo com as características, necessidades e objetivos de cada indivíduo, pelo que tanto atletas profissionais, como amadores e indivíduos sedentários, independentemente da sua idade, podem tirar proveito deste método. Uma outra particularidade deste método é o facto de poder ser aplicado sem um grande investimento, bem como praticado em qualquer lugar.

De facto, neste módulo 1 de FT Coach® será abordado uma “Avaliação Funcional” com base em 6 movimentos básicos, que objetiva conhecer os pontos fortes/fracos de cada pessoa e definir o plano de treino correspondente. Haverá ainda discussão e uma experimentação sobre a aplicação desta Avaliação Funcional e ficha de avaliação correspondente, procurando que o profissional seja capaz de aplicar corretamente a técnica após a formação, respeitando a especificidade de cada pessoa.

Panos Pantas, formador, personal trainer e representante do FT Coach®, demonstra neste vídeo alguns dos exercícios que serão lecionados durante este módulo 1- http://www.youtube.com/watch?v=FrVIhV7yPgQ

 

Com este curso:

- Conheça o conceito “Treino Funcional”, um modelo de treino como um todo;

- Integre os conceitos “Cadeias Musculares”, “Core” e “Meridianos Miofasciais” na sua prática;

- Tenha acesso a uma Completa Ficha de Avaliação Funcional, que poderá pôr em prática na sua rotina diária com os seus clientes;

- Domine este conceito que lhe vai permitir intervir em diferentes condições e idades, mas garantindo sempre resultados mais rápidos e duradouros;

- Eleve a performance do seu cliente a um patamar superior;

- Conheça este método que para ser aplicado não necessita de um grande investimento, podendo ser praticado em qualquer lugar (ginásio, casa, outdoor);

- Adicione um carimbo internacional ao seu currículo;

 

Objetivos gerais:

Com este curso pretende garantir-se que os participantes sejam capazes de perceber a dinâmica do Treino Funcional, conseguindo fazer uma Avaliação dos seus clientes e definir o plano de intervenção adequado.

 

Objetivos específicos:

- Conhecer a abordagem ao Treino Funcional através do FT COACH®;

- Ter acesso a uma completa Avaliação Funcional;

- Compreender a importância das funções Propriocetivas e Sensoriomotores neste contexto;

- Perceber o conceito de trabalho em “Cadeias Musculares” e a importância do “Core” e “Meridianos Miofasciais” nesse trabalho;

- Dominar os conceitos relacionados com as posições básicas abordadas: agachamento, extensão da anca em posição de supino, estabilização em posição de supino, estabilização em 4 pontos de apoio, estabilização lateral, remada e flexão de braços.

- Conseguir avaliar e corrigir, neste contexto, movimentos que procuram contribuir para a estabilidade lombo-pélvica, escapulo-torácica e cervical;

- Melhorar e otimizar a qualidade dos resultados através de um conhecimento prévio e de um correto planeamento de correção e execução.

Hidroterapia - Método Anéis de Bad Ragaz (Out 2014)

A Hidroterapia tem cada vez mais, demonstrado excelentes resultados no tratamento e na prevenção de várias patologias, ampliando a perspetiva de recuperação para muitos pacientes.

 

O Método Anéis de Bad Ragaz é um método de intervenção individual, constituído por exercícios resistidos baseado nos princípios da facilitação neuromuscular e proprioceptiva, que tem sido alvo de uma notável evolução nos últimos anos, tendo-se tornado bastante popular em países como Suiça, Alemanha, Inglaterra ou EUA.

 

Este método, criado por fisioterapeutas, apresenta uma variabilidade dos exercícios ao serviço do fisioterapeuta como excelente ferramenta de intervenção numa diversidade de patologias, desde logo do foro neurológico, ortopédico e reumatológico. Apresenta benefícios por permitir ao paciente um grande relaxamento muscular, redução do tónus, aumento da amplitude de movimento, fortalecimento muscular, alongamento vertebral, estímulo do controlo motor e postural, assim como o treino da capacidade funcional do corpo como um todo. Muito mais do que uma simples técnica de mobilização ou fortalecimento, este método assume-se como um conceito de tratamento focado na modulação da dor e no relaxamento muscular e no controlo motor.  

Anatomy Trains® (Out 2014) - PORTO

Anatomy Trains® permite compreender o tecido miofascial e o seu papel no corpo, bem como de que forma todas as estruturas e sistemas se relacionam e são interdependentes, numa relação de equilíbrio e harmonia, movimento e estabilidade.

 

Neste contexto, os meridianos miofasciais de Anatomy Trains® propõem um mapa das conexões fasciais, permitindo uma nova compreensão sobre os padrões posturais e função de todo o corpo.

 

Ora, as diferentes ligações do sistema miofascial podem criar tensões sobre os tecidos moles que tendem a modificar a posição das estruturas ósseas e estruturas nervosas, podendo originar padrões “errados” de movimento e postura. De facto, a comunicação ao longo da fáscia permite explicar e compreender de que forma uma disfunção local pode originar sintomatologia à distância, bem como os resultados de um tratamento num determinado local podem repercutir-se e ter efeitos num outro.

 

Neste curso irão ser introduzidas as quatro principais linhas de Anatomy Trains®: “Superficial Front and Back, Lateral and Spinal”; para cada uma aprenderá a realizar uma avaliação de amplitude de movimento e algumas Técnicas de Libertação Miofascial. Ao mesmo tempo, desenvolver-se-ão competências para identificar qual a origem da sintomatologia e real causa do problema, bem como para realizar o diagnóstico diferencial entre disfunções de controlo motor e alterações/ restrições dos tecidos moles.

 

 

Com este curso:

- Adquira uma visão mais completa e global do individuo, compreendendo o papel da fáscia no corpo;

- Integre um conceito inovador e com provas dadas, que verdadeiramente mudará a sua abordagem ao paciente;

- Conheça as linhas de Anatomy Trains®, ao mesmo tempo que integra o sistema único de Body Reading desenvolvido por Tom Myers, criador do método;

- Domine competências de avaliação a partir da análise funcional de movimento, baseada no gliding dos planos fasciais;

-Integre os conceitos: tensegrity, bend, tilt, shift and rotate;

- Adquira competências e habilidades para intervir em diversas disfunções, uma vez que será capaz de construir um plano de tratamento completo, não esquecendo a educação e exercícios para o paciente realizar em casa;

- Beneficie da experiência de Michael Watson, profissional reconhecido e verdadeiro expert nesta área.

 

Objetivos Gerais:

No final do curso, os participantes deverão ser capazes de “ler” os padrões de postura e movimento com maior precisão e integração; bem como planear e desenvolver estratégias de tratamento efetiva no sentido de resolver problemas posturais, os quais muitas vezes têm origem longe do local dos sintomas.

 

Objetivos específicos

- Compreender as propriedades básicas e a natureza conectiva da fáscia, assim como o conceito de “tensão” aplicado ao sistema fascial e ao movimento humano;

- Obter informação relevante sobre a configuração geométrica do tecido conectivo, assim como a topografia dos planos fasciais;

- Identificar e conhecer as linhas de Anatomy Trains®;

- Ser capaz de identificar e traçar os meridianos fasciais principais e os suplementares em cada movimento, assim como a tensão e distorção postural que produzem;

- Ser capaz de ler os padrões posturais com base na análise das linhas de Anatomy Trains®;

- Aplicar o conhecimento adquirido para construir padrões de movimento alternativos que ajudem a evitar e corrigir os padrões observados;

Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular (Set 2014) - LISBOA

Este curso abordará a temática de Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular, numa perspetiva incremental de conteúdos, desde a fisiopatologia do processo de cicatrização até às abordagens terapêuticas mais recentes e inovadoras.

 

Foi criado de forma a permitir o máximo de interação com os formandos privilegiando a componente prática - técnicas de desbridamento, utilização de doppler portátil, aplicação de terapia compressiva, utilização de escalas e sistemas de registo, abordagem do pé diabético, métodos de investigação, entre outros.

 

Tendo por base a mais recente e relevante evidência científica, este curso foi construído em parceria com o Fórum Enfermagem, de forma a dotar os seus participantes de competências e habilidades sólidas sobre o tratamento de feridas; esta formação contempla ainda o curso de suturas.

 

Tratamento de Feridas e Viabilidade Tecidular é hoje uma das formações mais procuradas pelo seu público-alvo, como reconhecimento do seu elevado grau de qualidade e programa completo e enriquecedor para qualquer profissional que deseje dominar este tema.

 

Datas: 20 e 27 de Setembro + 4, 11, 18 e 25 de Outubro + 8, 15, 22 e 29 de Novembro + 6 de Dezembro (Sábados)

 

Com este curso

- Integre uma formação muito completa, que se pretende assumir como a melhor formação de tratamento de feridas do mercado;

- Tenha acesso ao curso de Suturas, já englobado nesta formação, garantindo o acesso com condições especiais ao curso Avançado em Suturas;

- Conheça a mais recente evidência científica na área;

- Conheça os melhores produtos utilizados em tratamento de feridas, ficando ainda a conhecer alguns dos representantes dos laboratórios que os produzem;                                                          

- Tenha acesso a uma formação que reúne um grupo impar de especialistas na área.

 Fisioterapia Visceral (Out 2014) - PORTO

Adotar uma abordagem global é essencial na prática clínica dos fisioterapeutas que queiram efetivamente contribuir para a saúde dos seus pacientes.

 

Atualmente, os profissionais de saúde sabem e partem já do pressuposto que os sistemas neuro-musculosqueléticos e viscerais são anatómica e funcionalmente relacionados, pelo que as disfunções neuro-musculosqueléticas afetam muitas vezes os órgãos internos, e vice-versa.

 

De facto, quando um órgão se encontra em disfunção, através dos níveis metaméricos e inervação ortossimpática, esta poderá traduzir-se em dor nas estruturas do sistema neuro musculosquelético.

 

Com efeito, a Fisioterapia Visceral é um método que assenta na influência recíproca entre os sistemas viscerais e neuro-musculosqueléticos, bem como na relação destes com a fáscia e com o sistema nervoso central e periférico.

 

Este curso complementará as restantes ferramentas que já utiliza na sua prática clínica, mas que acima de tudo trar-lhe-á uma nova visão e raciocínio clínico, o que contribuirá para melhorar a eficácia de seus tratamentos e reduzir o tempo de recuperação dos pacientes.

 

Assim, “Fisioterapia Visceral” integra alguns princípios da osteopatia na intervenção do fisioterapeuta e foi desenhado para que, de forma simples, compreenda os conceitos teórico-práticos subjacentes a esta abordagem, reconheça as disfunções viscerais e a sua relação com as neuro-musculosqueléticas de forma a integrá-las no seu raciocínio e prática clínica.

 

 

Com este curso:

- Conheça uma abordagem que supre uma lacuna na formação base dos fisioterapeutas.

- Integre um conceito diferenciador que certamente irá desafiar a forma como habitualmente encara os seus pacientes, bem como acrescentar valor ao seu raciocínio clínico.

- Eleve a sua prática clínica ao relacionar o sistema neuro-musculosquelético e as disfunções viscerais.

- Domine ferramentas de avaliação e intervenção muito eficazes e com provas dadas em diversas patologias e disfunções.

 

Objetivos Gerais:

No final deste curso os formandos deverão ter adquirido os conhecimentos e habilidades necessárias para avaliar e intervir utilizando ferramentas da fisioterapia visceral.

 

Objetivos Específicos:

- Conhecer a anatomia e fisiologia visceral

- Compreender a fisiopatologia das principais disfunções viscerais

- Compreender o diafragma enquanto elemento funcional e a sua relação nas disfunções viscerais

- Conhecer a relação do sistema neuro-musculosquelético, fascial, nervoso central e periférico com o visceral, bem como a relação de todos estes sistemas com as disfunções viscerais

- Saber avaliar e executar um diagnóstico diferencial

- Ser capaz de estabelecer um raciocínio clínico

- Saber executar as diferentes técnicas de intervenção em fisioterapia visceral

 

Horário:

     Módulo 1:

        - Sexta-feira: Tarde: 15:00-20:00

        - Sábado: Manhã: 9:00-13:00 Tarde: 14:00-19:00

        - Domingo: Manhã: 9:00-13:00 Tarde: 14:00-18:00

    Módulo 2:

        - Sábado: Manhã: 9:00-13:00 Tarde: 14:00-19:00

        - Domingo: Manhã: 9:00-13:00 Tarde: 14:00-18:00

Acupuntura para Fisioterapeutas (Set 2014) - COIMBRA  | Com facilidades de pagamento

A Acupuntura é uma das disciplinas mais importantes da Medicina Chinesa. Trata-se de uma técnica medicinal que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, chamados de acupontos e localizados ao longo de meridianos (trajectos energéticos) com o fim de melhorar o estado de saúde do paciente.

Os meridianos são canais que percorrem todo o corpo, mas que não tem trajecto visível, seguem habitualmente trajectos de nervos ou grandes vasos corporais. Qualquer bloqueio ou dor física inicia-se por um bloqueio energético ao nível destes meridianos.

 

As agulhas de acupuntura colocadas correctamente sobre os acupontos, libertam os bloqueios aumentando o fluxo energético, o fluxo de sangue e o fluxo de líquidos corporais. Modulam ainda o funcionamento do sistema nervoso, do sistema endócrino, do sistema imunitário e das glândulas exócrinas.

Está provado igualmente que a acupuntura tem um efeito anestésico local e que promove a libertação de neurotransmissores, nomeadamente endorfinas, responsáveis pela sensação de relaxamento, felicidade e bem-estar. Existem pontos e protocolos específicos de acupuntura para quase todo o tipo de patologias, incluindo a patologia osteoarticular e muscular.

Sendo que a MC e a Medicina Ocidental têm aprofundado e aproximado os seus laços, é para a Bwizer pertinente criar um curso que possa dotar o Fisioterapeuta de conhecimentos consolidados nesta área de atuação, possibilitando-lhes o domínio de uma ferramenta que é, indubitavelmente, já muito procurada pelo público para o tratamento de um sem número de condições.

 

Este não confere um grau de acupunctor, no entanto, foi desenhado especificamente para fisioterapeutas por Helena Justo, uma formadora muito bem avaliada em todas as formações Bwizer e com vasta experiência em Medicina Tradicional Chinesa, concretamente em acupuntura, tornando-se uma excelente ferramenta para o tratamento da patologia músculo-esquelética e construindo ao mesmo tempo uma excelente base para formandos que queiram completar uma formação longa em acupuntura.

 

Saiba que continuamos a apresentar o melhor preço de mercado.

O mesmo acontece se escolher fazer o seu pagamento em quatro prestações - nesse caso, em cada uma das prestações, o valor que se adequa à sua condição será de €195 caso se tenha inscrito no 1º prazo (total de €780), ou €205 caso se tenha inscrito no 2º prazo (total de €820).

O pagamento de cada prestação, através de transferência bancária, deverá ser efetuado até 8 dias antes do início de cada módulo. Em seguida deverá enviar o comprovativo relativo ao pagamento para info@bwizer.com, indicando-nos o motivo da sua transferência..

 

Vídeo da 1ª edição do curso de Acupuntura para Fisioterapeutas - http://bit.ly/YFukRZ

 

Porquê este curso?

- Conhecerá em pormenor este método cada vez mais procurado por profissionais e pacientes;

- Integrará esta abordagem holística, cujo segredo do sucesso reside essencialmente na combinação e intima partilha de conhecimento e know-how entre a Medicina Oriental e Ocidental;

- Dominará uma importante e eficaz ferramenta terapêutica para a intervenção em patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas;

- Ficará a conhecer a relação entre Acupuntura e Trigger points, assim como entre Meridianos e Estruturas Nervosas;

- Beneficiará da experiência e conhecimento de Helena Justo, formadora que conduzirá este curso.

 

Objectivos Gerais:

1. Conhecer o trajecto de meridianos e pontos de acupuntura e saber aplicar um correcto protocolo de punctura para o tratamento de patologias músculo esqueléticas e dores nevrálgicas.

 

Objectivos Específicos:

1. Conhecer os meridianos e pontos de acupuntura

2. Relacionar pontos de acupuntura e trigger points

3. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da face e pescoço

4. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias da Coluna

5. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias dos Membros Superiores

6. Saber executar um correcto protocolo de punctura para Patologias do Membro Inferior

7. Reconhecer a noção de dor nevrálgica e identificar os pontos correctos para o seu alívio sintomático

 

 

Datas: 27 e 28 de Setembro + 25 e 26 de Outubro + 8 e 9 de Novembro + 29 e 30 de Novembro

Encontre o seu Curso:

Pesquisar

Conheça os nossos Produtos

MYO-FIT 2
MYO-FIT 2

Descrição: Aparelho de electroestimulação EMS e TENS com 2 canais. ...

Ver todos »
Physioplux Solo - Biofeedback Electromiográfico
Physioplux Solo - Biofeedback Electromiográfico

Sistema de biofeedback electromiográfico sem fios, através de tecnologia “bluetooth”. Aparelho desenhado especialmente para a ...

Ver todos »
Sonda Vaginal Physioplux
Sonda Vaginal Physioplux

Sonda vaginal adaptada para Physioplux, útil na reeducação do pavimento pélvico.   Preço: 195€+IVA ...

Ver todos »
Tesoura para Tapes
Tesoura para Tapes

Descrição: Tesoura curva, ideal para cortar facilmente através da roupa, materiais almofadados, ou outras superfícies duras. É mito utili ...

Ver todos »
Physioplux Pro – Biofeedback Electromiográfico
Physioplux Pro – Biofeedback Electromiográfico

Sistema de biofeedback electromiográfico sem fios, através de tecnologia “bluetooth”. Aparelho desenhado especialmente para a ...

Ver todos »

Novidades

Bwizer na Terapia da Fala


Saiba Mais

Ver Todas

Testemunhos

O curso revelou ser uma mais valia para a área da saúde e prevenção na Elite Desportiva. Por essas mesmas razões os meus parabéns pela iniciativa.

Flávio Cruz (Fisio de Elite) - Aluno

Excelente curso com um ótimo formador!

Aluno do Curso de Miocrochetagem (4ª Edição) - Aluno

Ser parceiro da Bwizer é ter certeza de retidão e compromisso com a evolução dos alunos.

Hermínio Marcos Gonçalves - Formador

Curso muito positivo, tanto a nível organizativo como a nível de conteúdos programáticos.

Hugo Dias (Acupuntura para Fisioterapeutas) - Aluno

Ver Todos