Uns fisioterapeutas diferentes | Como ser um Fisioterapeuta Empreendedor por Hugo Belchior

Olá,

Se calhar já se apercebeu que há um número (crescente) de fisioterapeutas que têm um perfil muito diferente. São pessoas apaixonadas pelo exercício, porém, que não olham para o exercício da forma como historicamente era olhado na fisioterapia. São pessoas que estudam muito, usam o exercício na sua prática diária (alguns, de forma exclusiva) e, muitas vezes, são pessoas atléticas e que treinam duro!

Essas pessoas personificam uma das tendências mais marcadas da fisioterapia no panorama internacional e que, apesar de alguns ajustes nos programas curriculares de algumas licenciaturas em fisioterapia, não tem sido objeto da atenção que se impunha. 

Um dos fisioterapeutas pioneiros nessa área em Portugal é o Luís Mesquita que, curiosamente, foi meu aluno. Anos mais tarde, já era ele uma figura bem conhecida e respeitada, encontrámo-nos no Peak, espaço de otimização da performance, onde me ajudou a melhorar a minha condição física de forma significativa.

O Luís Mesquita, em conjunto com o Bruno Matos e o Mário Simões, são daquelas pessoas que é muito bom ter como formadores. Sabem muito de ciência, têm uma experiência prática robusta e que atesta a sua competência, fazem o que ensinam e, ainda por cima, têm larga experiência formativa. Ao longo dos últimos meses desenvolveram “The Peak Performance Series", um conjunto de formações que cobrem as áreas fundamentais do treino, e o sucesso desta aposta tem sido brutal.

Quanto a mim, continuo a treinar com eles e, se estou longe da velocidade do Bolt, da força de um halterofilista olímpico e longe dos abdominais do Ronaldo (não muito!), tenho hoje competências físicas que julgava impossíveis há 1 ano atrás! 😊 

Na Bwizer acreditamos mesmo nos nossos formadores e é por isso que, eu próprio, treino com uns e sou tratado por outros. Acabo por conhecer aquilo que têm para oferecer, na primeira mão. E, neste caso, para além da excelência do seu produto, estou certo da evolução da sua marca.

Para além de acreditarmos a sério nos nossos formadores, procuramos ler as tendências do mercado e, como lhe disse, o exercício é totalmente incontornável na vida de um fisioterapeuta que se queira capaz de adaptar às novas exigências, o que nos levou a reforçar a nossa aposta nesta área.

Assim, ao Pilates e aos Hipopressivos juntámos, entre outros, uma muito completa Especialização em Exercício Clínico que, para além de contar com o “pai” desta área em Portugal, o Professor José Soares, é encabeçada pelo Eduardo Teixeira que, entre outras coisas, é fisiologista da equipa A do Sporting de Braga e uma pessoa por quem ganhei enorme admiração. Outros grandes profissionais, como o Fernando Ribeiro e o Nuno Silva, fazem parte de uma lista soberba de formadores e que inclui médicos, fisioterapeutas e fisiologistas.

Se, por outro lado, pretender saber mais sobre Strength and Conditioning, pode fazê-lo já em outubro.

Acredite: este foco no exercício veio para ficar. Não se deixe ficar para trás


(12/07/2019)


PS 1. Estou inscrito numa maratona. A preparação não está fácil. Alguma dica?!

 

 

🔴 Este texto é uma das partilhas de Hugo Belchior - mais info em fisioterapeutaempreendedor.pt

Partilhe esta notícia